1º Afoxé reúne cerca de 800 pessoas em ato cultural e religioso em Paranaguá

por Redação JB Litoral
25/02/2019 14:58 (Última atualização: 25/09/2020)

O 1º Afoxé Filhos de Iemanjá, realizado em Paranaguá, no sábado (23), reuniu cerca de 800 pessoas em cortejo pelas ruas da cidade. O Presidente da Associação Cristã de Estudos da Fraternidade Irmanada (ACEFI) e a Dirigente do Centro Espírita Filhos de Iemanjá (CEFI), Lederson Souza e Lídia Antunes dos Santos, organizadores do evento, afirmam que o ato cívico e cultural/religioso foi um sucesso.

Estamos radiantes de tanta felicidade, pois este evento, que é secular e tradicional em outros estados, foi aderido com muito sucesso em Paranaguá”, dizem.

De acordo com Lederson, o ato superou as expectativas, promovendo uma verdadeira aula de cultura aos participantes, que conheceram e relembraram vários pontos estratégicos e importantes da cidade, como a Casa Monsenhor Celso, a Pedra dos 300 anos, Igreja da Matriz, Igreja São Benedito, Pelourinho do Museu e o próprio museu, que antigamente já abrigou a cadeia, e o famoso Pelourinho de Paranaguá.

O momento mais marcante e emocionante foi quando o cortejo, com mais de 700 pessoas, se encontrou no Pelourinho com cerca de 50 capoeiristas, alunos de São Paulo e outros estados e, também, de Paranaguá, participantes de uma oficina ao comando do Mestre Valter, da Associação Razão Nagô, Capoieira de Angola. Juntos, foi dado início ao Ato de Lavação do Pelourinho, com água de cheiro, preparada pelas baianas que, com as vassouras de piaçava, fizeram a lavação, seguida por um minuto de silencia, emocionando a todos os presentes”, declara o presidente da ACEFI.

Todo o trajeto, que se iniciou na Igreja de São Benedito e seguiu até a imagem de Iemanjá, à beira do Rio Itiberê, na Rua da Praia, recebeu ajuda dos ritmistas da Escola de Samba Filhos da Gaviões, ao comando do Presidente da escola, Claudio Apiacas, que é militante do Movimento Negro, em Paranaguá.

A estátua de Iemanjá foi restaurada especialmente para a ocasião e ganhou um jardim. A Secretaria Municipal de Cultura e Turismo apoiou o evento, cedendo estrutura e, além disto, a Guarda Civil Municipal fez a segurança do 1º Afoxé.

De acordo com Lederson, a partir de agora, o evento será realizado uma vez por ano, com data marcada para o dia dois de fevereiro.

Com informações da Assessoria

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments