Cidades

Ainda dá tempo de comer tainha; restaurantes promovem inciativa inédita, com pratos irresistíveis

“1º Festival da Tainha dos Restaurantes de Paranaguá” ocorre neste final de semana e encerra a temporada de pesca
Por Flávia Barros
27/07/2022 10:34 |
Atualizado em 3 semanas atrás

De maio a julho é tradição e muita gente espera ansiosa para degustar uma das estrelas da gastronomia caiçara, a tainha. A fartura é tanta que são diversas as festas na região dedicadas a esse peixe da família dos mugilídeos. Mas, este ano, Paranaguá inovou e os principais restaurantes da cidade promovem, de hoje (28) a domingo (31), o 1º Festival da Tainha dos Restaurantes de Paranaguá.


ALTA GASTRONOMIA COM VALORES ATRATIVOS


Organizado pelo Convention & Visitors Bureau de Paranaguá, em parceria com Aciap, Adetur e Sebrae, além do apoio da prefeitura, os restaurantes que participarão do Festival da Tainha são Max Espetos, Kaju Gastronomia, Pilequinho Restaurante, Banquete, Carmello, Rippas, Restaurante do Hotel Camboa e Casa do Barreado. Cada um com suas delícias que prometem encantar e agradar até os paladares mais exigentes.

Para compor o cardápio do festival, foram estipulados dois pratos; a tainha tradicional e o prato autoral. De acordo com a organização, cada restaurante teve a liberdade de escolher seus ingredientes e criação dos pratos.

Os preços irão variar de casa para casa, mas o teto da tainha será de R$ 79 para duas pessoas e de R$ 159 para quatro pessoas. Já os pratos autorais são individuais e servem uma pessoa com valor máximo de R$ 79.

DOIS ANOS DE ESPERA

Para conhecer detalhes do 1º Festival da Tainha dos Restaurantes de Paranaguá, o JB Litoral conversou com o empresário, presidente Convention & Visitors Bureau e diretor financeiro da Adetur Litoral, José Reis, o Juca. Ele contou que estava tudo pronto para o festival estar, talvez, em sua terceira edição, mas a pandemia de Covid-19 adiou os planos.

O intuito era de os restaurantes também estarem inseridos na festa da tainha. O festival era para ter acontecido, porém, a pandemia nos obrigou a adiar. A participação foi por adesão. Foram convidados os principais restaurantes da cidade”, disse Juca.


EXPECTATIVA E NOVIDADES


Ainda segundo o presidente Convention & Visitors Bureau, a data e os atrativos são fatores que reforçam a expectativa positiva para a primeira edição do evento.

Por ser o primeiro acreditamos que vai atender muito bem. Oferecer pratos de alta gastronomia a preços populares será um atrativo a mais para o parnanguara e o visitante durante o feriado de aniversário da nossa querida cidade”, falou ao JB Litoral.

Já sobre o envolvimento das entidades ligadas ao trade turístico e ao poder público, Juca considerou fundamental e adiantou que vem novidades por aí.

A ajuda das entidades é importante. Dificilmente conseguiríamos realizar sem esses apoios. Estamos trabalhando num circuito gastronômico em nossa cidade, esse é o primeiro, temos muito a aprender, queremos que mais restaurantes venham conosco e que seja realizado um circuito diferente a cada dois meses em nossa cidade. O projeto é audacioso, mas o primeiro passo já foi dado”, finalizou Juca.