Aluna de projeto social de Guaratuba é pré-selecionada para integrar a Escola do Teatro Bolshoi no Brasil

por Redação JB Litoral
29/09/2019 21:56 (Última atualização: 02/03/2020)

Na última segunda-feira (16), a Escola do Teatro Bolshoi no Brasil, tradicional academia de balé, divulgou o resultado dos candidatos aprovados na pré-seleção, os quais deverão participar da Seleção Nacional 2019, no mês de outubro, para integrar a instituição. Entre os pré-selecionados, está a guaratubana Júlia Isabelli Chaves de Borba, de nove anos.

A menina começou a dançar balé em 2017, por meio de um projeto municipal, iniciado no mesmo ano, no começo da gestão do atual Prefeito Roberto Justus (DEM), que tem o objetivo de desenvolver o gosto pelo exercício físico, oportunizar uma vida saudável e proporcionar interação da comunidade, especialmente na rede pública de ensino. Como forma de transformação social e integração de todas as classes, sobretudo daquelas em situação de vulnerabilidade social e econômica, a prática, na cidade, é incentivada a todo o momento.

Roberto Justus ressalta que o esporte gera reflexos na saúde, na educação e, também, na segurança, proporcionando às crianças e jovens atividades saudáveis, afastando-os das ruas. É esta a intenção do projeto de contraturno escolar, oferecido durante o período letivo, que atende cerca de 400 crianças após o horário regular das aulas, meninos e meninas de 03 a 16 anos.

Participando das aulas de balé, desde o início do programa, Júlia se destacou pela persistência. “Nas aulas, quando não conseguia fazer o que era proposto, ela ficava insistindo até conseguir fazer. Ela é uma menina que quase não falta, que presta atenção nos ensinamentos, isto é importante ressaltar”, conta a Professora Patrícia Kloster Bassil.

"Alunas

Destaque entre 200 crianças  

A audição da pré-seleção aconteceu no dia 13 de setembro, em Joinville, Santa Catarina. Dentre cerca de 200 crianças e jovens de 09 a 18 anos, que participaram da audição, somente Júlia e mais 11 foram pré-selecionados para participar da Seleção Nacional, que acontecerá nos dias 18, 19 e 20 de outubro.

Apesar de ainda ser necessária a aprovação na próxima etapa para integrar a única filial do Teatro Bolshoi de Moscou, no mundo, localizada em Joinville (SC), Júlia já se considera vitoriosa. Ela conta sobre a audição. “Se você não conseguisse fazer os passos, tinha uma moça que ajudava. Era dividido em fileiras, quatro crianças em cada fileira, e eles foram pedindo os passos, tipo abertura, espacate”, diz.

Para a mãe, Lucilene Chaves Rompato, a notícia foi emocionante. “Dentre 200 crianças ela se destacar assim, para mim, foi uma emoção muito grande. Quero agradecer o projeto da prefeitura, o balé, porque só por ela ter passado na primeira fase, eu vejo o quanto são importantes as aulas da professora”, agradece.  

Preparação  

A Professora Patrícia explica que o resultado da pequena Júlia veio devido à sua determinação durante os dois anos do Projeto de Balé. “Ela é muito persistente, sempre pratica as aulas. Cada aula é um passo novo, uma flexibilidade a mais, um alongamento amplo adquirido. É importante a gente entender isto, que é a partir da prática que alcançamos resultados positivos”, afirma.

Dentre os benefícios das aulas estão o ganho de disciplina e melhorias na escola, isto porque a criança fica mais ativa, mais criativa, uma vez que o projeto envolve apresentações, nas quais são necessárias habilidades de memorização, diz a professora.

As aulas acontecem duas vezes por semana e duram cerca de uma hora.

O sentimento de observar o crescimento da Júlia é de uma professora realizada profissionalmente, pois, se ela absorveu meus ensinamentos, é porque estou fazendo um bom trabalho. Sempre falo para os meus alunos que tudo o que desejamos e nos esforçamos para fazer, nós conseguimos” destaca Patrícia.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments