JB Gente

Atuante no litoral, deputado Requião Filho pode disputar reeleição pelo PDT

Por Maximilian Santos
17/09/2021 15:52 |
Atualizado em 16:17

A conhecida “dança das cadeiras partidárias” começa a tomar corpo para as eleições de 2022. Os possíveis candidatos no ano que vem precisam definir seus partidos até março.

Com a saída de Roberto Requião do MDB, seu filho, o deputado estadual Requião Filho, também está em negociação com um novo partido. Nos bastidores do Centro Cívico, na capital, a “boca pequena” diz que as tratativas para a ida de Requião Filho ao PDT estão bem avançadas. Na Assembleia Legislativa, a aproximação dele com o deputado Goura, um dos principais nomes da sigla democrática trabalhista, é bem nítida.

Já o pai, o ex-governador e ex-senador Roberto Requião, aparentemente já tem como quase certa sua ida para o PT, de Gleisi Hoffmann e Lula. Segundo informações, ocorreram sondagens com o PDT, mas, uma certa “rusga” com o deputado federal e ex-prefeito da capital, Gustavo Fruet, não permitiu que as tratativas, intermediadas por Carlos Lupi e Ciro Gomes (líderes nacionais do partido), evoluíssem no Paraná.

No PDT, Requião Filho teria mais chances para ser reeleito, pois o partido não exigiria tantos votos. Já Requião Pai, no PT, trabalharia por uma frente ampla contra Ratinho Junior e, também, contra Bolsonaro, fortalecendo “coro progressista” para a eleição do ex-presidente Lula, que é o líder em todas as pesquisas e cenários para a presidência.