Avulsos reforçam necessidade de união e fortalecem Intersindical

por Redação JB Litoral
20/05/2015 13:00 (Última atualização: 20/05/2015)

NULL

Conscientes de que lutar individualmente é preponderante para a redução de novas conquistas, presidentes e lideranças dos trabalhadores portuários avulsos (tpas) reforçam a necessidade de união na faixa portuária e investimento no resgate e fortalecimento da Frente Intersindical de Paranaguá. 

Com isso, presidentes dos seis sindicatos avulsos, Estiva, Arrumadores, Conferentes, Vigias Portuários, Bloco e Consertadores, juntamente com o Sindicato dos Trabalhadores Portuários do Paraná (Sintraport) e as cooperativas Coopadubo e Coopanexos se reuniram na manhã de ontem, às 9 horas, na sede do Sindicato dos Estivadores de Paranaguá e Pontal do Paraná.

Sob a presidência e comando do presidente João Lozano e do secretário Everson Farias, a reunião contou com a participação de todos os presidentes sindicais que discutiram a pauta de trabalho do colegiado para este ano. Encerradas as sucessões sindicais, exceto pelo impasse no sindicato dos Arrumadores, o foco do debate foi concentrado em quatro principais metas a serem investidas pela Intersindical.

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

São elas: o acompanhamento da Intersindical de todos os Acordos Coletivos de Trabalho (ACT) e das Convenções Coletivas de Trabalho (CCT) das seis categorias; o estreitamento da relação com a imprensa através de todos os veículos de comunicação da cidade; a discussão de eventuais filiações nas principais centrais sindicais do país; uma atuação mais participativa junto ao Conselho de Autoridade Portuária (CAP); o investimento nas articulações políticas nas esferas, municipal, estadual e federal. Também ficou definido o agendamento de uma audiência com o governador do Paraná Beto Richa (PSDB) para discussão dos diversos assuntos de interesse de toda a Intersindical e das bases dos trabalhadores.

Com a inclusão de novas e fortes lideranças sindicais, como o presidente do Sintraport, Gerson do Rosário Antunes, mais conhecido por Gerson Bagé, além de Lozano, Everson, Marcos Ventura, Henrique Coelho, Rodrigo dos Santos, aliado a experiência de lideranças como Carlos Tortato, Jesiel de Souza, Marcos Maurício entre outros, a expectativa é que a Intersindical retome a força que já resultou na defesa de direitos conquistados aos trabalhadores e na eleição de todos os prefeitos sindicalistas nos últimos 23 anos.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments