Barqueiros liberam acesso para Ilha do Mel

por Redação JB Litoral
29/12/2020 16:54 (Última atualização: 30/12/2020)

Foto: enviada ao JB Litoral

Na manhã desta terça-feira (29), donos de barcos da Associação de Barqueiros do litoral norte do Paraná (Abaline) fecharam o canal que dá acesso para todas as ilhas do litoral. 

De acordo com informações apuradas pela equipe do JB Litoral, a manifestação começou porque a Ilha do Mel está lotada e eles estão proibidos de transportar passageiros. Porém, os turistas estão atravessando em transportes clandestinos e particulares. Além disso, os barqueiros questionam o SITUR (Sistema de Inteligência Turística de Paranaguá), responsável pelo cadastro dos turistas, que, segundo eles, já está bloqueado para novos cadastros. 

A manifestação, que gerou filas e transtornos no ponto de embarque, só terminou após reunião entre os barqueiros, representantes da prefeitura de Pontal do Paraná e do Governo do Estado. O acesso foi liberado apenas para os visitantes que já haviam realizado o cadastro no SITUR. 

Sobre o acordo, o JB Litoral questionou o Governo do Estado e recebeu a seguinte nota:

O Instituto Água e Terra (IAT) esclarece que a manifestação dos profissionais da Associação de Barqueiros do Litoral (Abaline), que bloqueou parcialmente o acesso à Ilha do Mel, via Pontal do Paraná, nesta terça-feira (29), ocorreu devido à movimentação de barcos clandestinos na travessia de turistas.
O IAT esclarece, ainda, que neste mês de dezembro foi assinada a Resolução Conjunta nº 01/2020 pela Secretaria do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo (Sedest), Secretaria de Infraestrutura e Transportes (Seil), e Instituto Água e Terra (IAT), vinculado à Sedest que instrui normas para utilização dos trapiches de Pontal do Sul, em Pontal do Paraná, e das praias de Nova Brasília e Encantadas, na Ilha do Mel, em Paranaguá.

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

A Resolução conjunta determina normas e procedimentos a serem cumpridos pelos profissionais de transportes de passageiros públicos e particulares e é também uma medida de prevenção à transmissão do coronavírus. De acordo com o documento, é obrigatório que os condutores das embarcações, antes de darem a partida, leiam o Protocolo e Conduta do Usuário, produzido pelo IAT, com informações relativas à às medidas de proteção ao Coronavírus, turismo e segurança de navegação.

Ainda de acordo com a Resolução Conjunta nº 01/2020, a fiscalização das medidas de segurança e transporte clandestino é exercida pelas Prefeituras Municipais de Pontal do Paraná e de Paranaguá; e o poder de Polícia é exercido pela Guarda Municipal das Prefeituras, pela Patrulha Costeira do 9º Batalhão de Polícia Militar e pelo Batalhão de Polícia Ambiental do Paraná.

Lotação

Segundo a Prefeitura de Paranaguá, a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Sustentável e do Turismo (Sedest) e o Instituto Água e Terra (IAT), a Ilha do Mel atingiu lotação máxima entre os dias 30 de dezembro à 4 de janeiro. 

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments