Câmara de Vereadores cobra solução da Sanepar para falta de água e vazamentos

por Redação JB Litoral
28/12/2019 02:08 (Última atualização: 24/02/2020)

A constante falta de água nas torneiras dos morretenses foi assunto da reunião feita na segunda-feira (16), na Câmara Municipal de Morretes, entre vereadores e técnicos da Companhia de Saneamento do Paraná (SANEPAR), os quais discutiram possíveis soluções para este problema que afeta diversos bairros.

Conduzida pelo presidente do Legislativo, Deimeval Borba (PTB), e pela vice-presidente, a vereadora Flavia Rebello Miranda (PT), o assunto também trouxe a questão dos buracos e vazamentos de água, serviço que é de responsabilidade da Sanepar.

A vereadora destacou duas demandas, uma foi a respeito da constante interrupção do abastecimento dos serviços e outra, sobre as ações da concessionária na preparação do município para atender a movimentação durante a temporada de verão.

A empresa de saneamento, segundo a representante do legislativo, apresentou projetos de possíveis alterações e ampliações no sistema de água, mas não deu garantia para a resolução da questão. "Os técnicos disseram que a empresa tem capacidade técnica para suportar todo o município, mas não estão atendendo à demanda da cidade", relatou.

Ela ressalta que a grande maioria dos vereadores é procurada e cobrada pela população que reivindica uma solução para esta situação que se tornou crônica na cidade.  Os mais de 15 mil moradores convivem diariamente com esse dilema há mais de um ano.

Os bairros que mais sofrem com a falta de fornecimento de água são os mais afastados do centro, como, Anhaia, Barro Branco e Vila das Palmeiras.

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

Moradores devem registrar as ocorrências

O gerente regional da estatal, responsável pelo Litoral do Paraná, Arilson Mendes, disse que foram explicadas na conversa com os vereadores todas as ações, que a Sanepar tem tomado providências na região, inclusive das cobranças feitas pelo 0800, central que registra as reclamações.

A respeito dos vazamentos e da falta de abastecimento, Arilson enfatizou a importância de os moradores da cidade ligarem para o Sistema de Água, informando o local o mais rápido possível, para conhecimento do caso e a empresa fazer o mapeamento. "Em primeiro lugar, o morador precisa registrar a ocorrência. Há casos que a população acaba procurando os vereadores, mas não informa a situação para a Sanepar”, argumentou.

Sobre a alta temporada, o aumento do consumo de água no verão, de acordo com Mendes, está ligado somente ao calor, diferente de outras regiões do litoral, como Pontal do Paraná e Matinhos, as quais possuem um número maior de moradores e turistas nesta época do ano. Portanto, segundo o gerente, a cidade dará conta da demanda no verão 2020. “Para este momento, a estação consegue sustentar Morretes com o abastecimento comum. Nós vamos inverter o processo de investimento do dinheiro. Investiremos primeiramente na rede. O projeto é cheio de momentos e fases diferentes. Uma dessas fases é a ampliação de produção”, concluiu.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments