Conheça algumas das trilhas e morros com vistas deslumbrantes no litoral

DESBRAVANDO O LITORAL PARANAENSE

por Redação JB Litoral
11/02/2021 18:48 (Última atualização: 1 semana atrás)

A trilha do Morro do Escalvado tem dificuldade média, mas a vista do topo é sensacional (colaboração/Foto: Nosso Litoral)

Por Lucas Sarzi

Não é novidade para ninguém: basta começar a descer a Serra do Mar que percebemos que o litoral paranaense é cheio de montanhas e morros que garantem visuais incríveis para quem resolve desbravá-los. Deixando de lado os mais tradicionais, como o Pico do Marumbi, existem várias opções, da mais fácil a mais complicada, para quem quiser ver as praias de um jeito diferente. É isso que o JB Litoral vai te mostrar agora.

Conforme o pedreiro Marcel Rodrigues da Silva, que também trabalha com rapel no litoral, desbravar as trilhas que existem entre Matinhos e Guaratuba pode trazer boas recordações. “Mas a dica que damos é para que as pessoas sempre procurem ir confortáveis, tanto na roupa como no sapato. Optar por roupas leves, com elasticidade, e tênis que seja confortável”, destaca. 

Segundo Marcel, quem for fazer alguma trilha precisa sempre, também, observar algo bem simples: cortar as unhas dos pés. “Quando subimos uma trilha ou um morro, se a unha estiver muito grande, podemos ter problemas e até perder a unha do dedo. Por isso pode parecer bobo, mas é importante tomar esse cuidado”.

Além dessas dicas, quem resolver se aventurar – seja na trilha mais simples ou na mais difícil – tem que sempre levar água. “Não se esqueça mesmo da água. Até quando o trajeto é por uma trilha curta, porque dependendo do seu esforço físico, você pode até entrar em desespero. Também leve comida, principalmente nas trilhas mais longas, mas não exagere: lembre-se sempre que quanto mais peso, pior. Escolha comidas leves e carregue consigo apenas o que você vai realmente comer”.

Conheça algumas opções de trilhas no litoral

Morro do Boi: o Morro do Boi é o mais famoso do litoral paranaense. Com aproximadamente 160 metros de altura, a trilha ecológica é bem conhecida e procurada por muitos turistas que passam o verão no litoral e querem um pouco de aventura. O trajeto é curto, levando aproximadamente 20 minutos de subida, e o acesso é pela Praia Mansa de Caiobá. 

  • Conheça algumas das trilhas e morros com vistas deslumbrantes no litoral 2
  • Conheça algumas das trilhas e morros com vistas deslumbrantes no litoral 3

Trilha dos Índios e das Farinheiras: essa trilha, por muitos anos, foi percorrida pelos índios que moravam em Guaratuba. Depois, ficou conhecida como trilha das farinheiras, pois era usada pelas mulheres que produziam farinha de mandioca em Cabaraquara. O trajeto é bonito, tranquilo e permite embarcar em meio à natureza. Para chegar, o acesso é depois do ferry boat, na Prainha, mas é necessário agendar a visita pelo telefone (41) 9929-0310.

Salto do Tigre: o Salto do Tigre é uma das trilhas que garantem um visual bonito e ainda a chance de se refrescar numa cachoeira ao fim. Localizado em Matinhos, o espaço é uma sequência de três quedas no curso do rio Cachoeirinha e não tem infraestrutura. Em geral, os visitantes deixam os carros nas proximidades e seguem a trilha para chegar à cachoeira a pé. O acesso fica na altura do km 21 da PR-508, conhecida como Alexandra-Matinhos. Quem já foi diz que a vista é sensacional e compensa o esforço.

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO


Salto do Parati: o Salto do Parati tem duas formas de acesso, a primeira delas é de barco – saindo de Guaratuba – e a segunda, a mais aventureira, é pela trilha no “Caminho Novo do Cambará”, conhecido também como “Estrada do Parati”, que liga a rodovia PR-508 à comunidade do Parati.

Conheça algumas das trilhas e morros com vistas deslumbrantes no litoral 7
Salto do Parati – Foto/Nosso Litoral

O trajeto tem, aproximadamente, 7 quilômetros e quem já foi diz que a caminhada tem nível médio de dificuldade. A vista, ao chegar no topo, é da divisa entre os municípios de Matinhos e Guaratuba, ponto de onde se pode avistar o mar, em dias sem nebulosidade. Tudo isso também é contemplado por uma belíssima cachoeira. Se preferir, entre em contato com o Gedivaldo pelo telefone (41) 99192-2083.

Pedra Queimada: a Pedra Queimada é uma das trilhas com acesso mais difícil, que precisa de um guia que entenda do trajeto, mas daquelas deslumbrantes ao chegar no topo. O trajeto leva mais de duas horas de caminhada e o acesso é pela BR-277, próximo à Estrada de Alexandra, pela Estrada do Morro Inglês. A dica é procurar, na região,
por guias que possam percorrer a trilha contigo.


Morro do Escalvado: o Morro do Escalvado, também conhecido como Morro do Teleférico, fica próximo ao centro de Matinhos e leva esse segundo nome também por já ter abrigado, ali, um teleférico na década de 90. De lá de cima, a pessoa tem a vista da orla de Guaratuba e também do balneário de Praia de Leste. A principal forma de acesso à trilha, que tem cerca de 800 metros, começa pela Rua Orestes Pechebella (rua da caixa d´água da Sanepar). Essa trilha tem dificuldade média, mas o trajeto curto, se feito com atenção, permite o visual incrível do litoral paranaense.

Bora se aventurar ainda mais?

Para aqueles que buscam uma aventura ainda mais “hard”, Marcel tem feito, junto com seu parceiro de trabalho, pacotes de rapel pelo Morro do Boi. “A trilha convencional, que as pessoas usam para chegar ao topo, é a que usamos para acessar o morro. Mas o rapel é feito nas costas do morro, do lado da Praia Mansa, e lá só faz por corda. Tem que ter coragem”, comentou.

Com uma elevação considerável, o rapel pelo Morro do Boi permite uma experiência única para quem se propõe a fazer. “A atividade é muito segura, trabalhamos com isso já há sete anos e nunca tivemos nenhum incidente por falha nossa. Já aconteceu de a pessoa ter medo e se desequilibrar, mas é algo mais pessoal mesmo, que foge do operacional. Todos os equipamentos que usamos são certificados pelos órgãos da atividade e o equipamento menos resistente suporta 800 quilos. É tudo muito resistente, o que faz a atividade ser realmente segura, mas cada indivíduo tem a sua dificuldade”.

Marcel explicou que cada pacote é pensado de acordo com as pessoas que optam pelo passeio. “Às vezes, crianças têm mais facilidades que adultos. De qualquer forma, cada um vai no seu tempo. Tem que saber respeitar os próprios limites e nós também fazemos isso”.

Ficou com vontade? O passeio de rapel é marcado com antecedência, mas é só ligar para o Marcel (41 98401-8532) ou para o Gabriel (41 98496-2533).

Leia Mais:

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments