Corpo é encontrado em quintal de casa após disparos de arma de fogo

por Redação JB Litoral
19/10/2018 00:00 (Última atualização: 19/10/2018)

Corpo é encontrado em quintal de casa após disparos de arma de fogo 2
       Jean Dias foi a vítima          

Um homem foi assassinado a tiros, na Rua Max Roesner, balneário Caravelas, no município de Matinhos, na manhã de quinta-feira, 18. A vítima foi identificada como Jean Dias de Oliveira Honorato, de 21 anos, o qual, em setembro, tinha sido baleado no braço ao reagir a uma abordagem policial portando um revólver.

Conforme a ocorrência, por volta das 10 horas, a Polícia Militar foi acionada para dar atendimento a uma situação de disparos de disparos e, no local do chamado, a solicitante relatou que havia escutado estampidos de tiros na residência ao lado da sua, que pertence ao seu irmão. A mulher relatou que ouviu os disparos, por volta das 8h30, mas não percebeu nenhuma movimentação estranha. Ela contou que, recentemente, a residência tinha sido invadida por diversos indivíduos e que, na ocasião, seu irmão teve que se esconder no quarto, até os invasores irem embora.

Os policiais, então, decidiram realizar uma verificação na moradia, que foi encontrada trancada. Em seguida, os militares foram até o quintal, com acesso por um terreno baldio, e nos fundos do imóvel encontraram o corpo de um homem, o qual estava enrolado em um cobertor e com uma caixa de água de PVC em cima. No terreno havia uma pá e um pequeno buraco no chão, levantando a suspeita de que estava sendo aberta uma cova no chão, para ocultar o cadáver.

A solicitante foi chamada no local e verificou que não se tratava de seu irmão. Durante as diligências, os policiais verificaram que parte da residência estava molhada, indicando que tinha sido lavada, e foram encontradas cápsulas deflagradas de pistola calibre nove milímetros.

O local foi isolado para o trabalho da Polícia Científica, que confirmou a morte da vítima por disparos de arma de fogo. Na sequência, o corpo foi recolhido pelo Instituto Médico Legal (IML) de Paranaguá e identificado como sendo de Jean, que tinha endereço no balneário Albatroz.

Segundo que foi apurado pela polícia, no dia 28 de setembro, o rapaz havia sido detido com um revólver calibre 38, depois de reagir a uma abordagem da PM, apontado a arma para os militares. Na ocasião, ele acabou baleado no braço, e, antes de ser levado à delegacia, foi encaminhado ao hospital municipal.

Como o proprietário da residência, onde o corpo foi encontrado, não foi localizado, ele foi apontado como o principal suspeito da autoria do homicídio, que está sob investigação da Polícia Civil de Matinhos.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments