Covid-19 já matou 113 profissionais de saúde no Paraná, 45 foram médicos

por Redação
17/03/2021 20:31 (Última atualização: 3 semanas atrás)

Medico é uma das categorias de profissionais de saúde com o maior índice de mortalidade no Paraná Foto: Geraldo Bubniak/AEN

Pouco mais de um ano de pandemia do coronavírus no país, de acordo dados do Boletim Epidemiológico da Secretaria Estadual de saúde (SESA) desta quarta-feira (17), até o momento a Covid-19 já matou 113 profissionais de saúde, que estão na linha de frente no tratamento dos pacientes no Paraná.  

Números mostram que faleceram 68 enfermeiros e 45 médicos, de um total de 241 mortes de todos os profissionais. Logo após essas duas funções, a área farmacêutica segue na terceira posição com 33, seguidos pelos dentistas com 21 e cuidadores de idosos com 19.

No mês passado, o Sindicato dos Médicos no Estado do Paraná (Simepar) expôs sua forte preocupação com a escassez de vacinas contra a Covid-19 e a lentidão da imunização da população paranaense e brasileira.

Na época, o presidente em exercício do Simepar, Dr. Marlus Volney de Morais defendia que “a vacina não é a única solução para a pandemia, mas a forma mais eficaz de poupar sofrimento e salvar vidas”

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

Neste boletim epidemiológico da SESA indica ainda que o total de casos suspeitos de Covid-19 entre trabalhadores na saúde chegou a 62.070, sendo 17.656 confirmados. Hoje, 13.830 estão recuperados.

Os dados oficiais indicam ainda que, entre os médicos foram notificados 4.690, dos quais 1.404 confirmados. Destes, 1.037 estão recuperados. Considerando o número de médicos em atividade no Paraná, pouco superior a 30 mil, e o de óbitos registrados, esta é uma das categorias de profissionais com o maior índice de mortalidade.

Com informações do CRM-PR e SESA

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments