Guaratuba

Crianças a partir de 3 anos podem se vacinar contra Covid-19, em Guaratuba

Por Luiza Rampelotti
01/08/2022 17:55 |
Atualizado em 2 semanas atrás

Desde segunda-feira (1), os pais e/ou responsáveis podem levar as crianças a partir de 3 anos para se vacinar com a 1ª e 2ª dose contra a Covid-19, em Guaratuba. A vacinação ocorre de segunda a sexta-feira, no período da manhã, das 8h às 11h, nas Unidades Básicas de Saúde.

O reforço também está sendo aplicado em pessoas acima de 40 anos, pessoas imunossuprimidas e profissionais de saúde. Porém, para tomar o reforço deve-se respeitar o intervalo entre vacinas de 4 meses. Já a 3ª dose está liberada para a população com idade a partir de 12 anos.

Vale destacar que os testes rápidos de Covid-19, assim como o tratamento, estão sendo realizado no Pronto Socorro Municipal. As pessoas com sintomas não devem procurar a Unidade Básica de Saúde.

Contato do WhatsApp das UBSs:

UBS Caieiras: 3472-8749

UBS Coroados: 3472-8748

UBS Figueira: 3472-8746

UBS Mirim: 3472-874

UBS Cohapar: 3472-8732

UBS Piçarras: 3472-8733

Vacinação infantil

Desde o dia 23 de julho, crianças de 4 anos começaram a ser vacinadas contra o coronavírus, com o imunizante Coronavac. O imunizante foi aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para vacinação de crianças no dia 14 de julho.

Os técnicos da agência reguladora consideraram os estudos de efetividade e segurança da vacina nessa faixa-etária. O tema também foi amplamente discutido pelos técnicos da Câmara Técnica Assessora em Imunizações-Covid-19 (CTAI), que também orientaram pela ampliação da vacinação para esse público.

Segundo a recomendação do Ministério da Saúde, a vacinação deve começar pelas crianças de 3 a 4 anos imunocomprometidas e depois, o imunizante deve ser destinado para as crianças com 4 anos, seguidas pelas crianças de 3 anos de idade. O intervalo entre a primeira e a segunda dose da Coronavac deve ser de 28 dias. A pasta recomenda que, para o público a partir dos 5 anos, deve ser aplicada a vacina da Pfizer, já aprovada para a faixa-etária de 5 a 11 anos.

O Ministério da Saúde segue em tratativas com o Instituto Butantan, fabricante da Coronavac no Brasil, e com o Consórcio Covax, para aquisição de novas doses.

*Com informações da prefeitura de Guaratuba e Agência Brasil