De 1987 para cá, Ratinho Junior é o 4º governador a assinar estudo de viabilidade da Estrada de Guaraqueçaba

por Redação JB Litoral
07/09/2019 23:54 (Última atualização: 24/02/2020)

Na última segunda-feira (26), o Governador Carlos Massa Ratinho Junior (PSD) lançou, no Palácio Iguaçu, um banco de projetos executivos de R$ 350 milhões para viabilizar e agilizar obras de reestruturação de rodovias, ferrovias e da segurança pública.

No evento, ele também assinou, junto ao Prefeito Hayssan Colombes Zahoui (MDB), o Ariad Junior, a ordem de serviço para o estudo de viabilidade da Estrada de Guaraqueçaba, trecho de 80 quilômetros sem pavimentação que será modernizado para finalmente conectar os moradores do município ao Estado.

Segundo Ratinho Junior, a licitação da empresa já foi feita. “É uma região que sempre foi esquecida pelo Poder Público e finalmente vamos colocar no mapa logístico do Paraná”, afirma.

Para o Secretário Estadual de Infraestrutura e Logística, Sandro Alex, Guaraqueçaba é um símbolo do Paraná. “A população do Litoral aguarda há décadas uma solução de pavimentação.

A estrada tem que ser ecológica. Este estudo vai indicar qual é a obra que nós vamos licitar para poder colocar a comunidade em contato com o Estado, porque estão isolados. Esta assinatura é o passo mais importante: o projeto para a concretização de um sonho”, diz.

Após várias reuniões, uma excelente notícia finalmente veio”, declara Ariad Junior. “É o início da realização do sonho antigo da população guaraqueçabana”, comemora.

""

Thuca da Saúde, uma luta pela estrada

A decisão chega após o Presidente da Câmara de Vereadores da cidade, Alcendino Ferreira Barbosa (PSBD), o Thuca da Saúde, ter reivindicado junto ao Deputado Estadual Michele Caputo Neto (PSDB) e à Deputada Federal Christiane Yared (PR), que fosse solicitado, ao Governo Estadual e Federal, a pavimentação asfáltica do trajeto. “Graças ao bom relacionamento com os deputados tivemos um resultado positivo, pois eles pleitearam os recursos e conseguiram que o Governador se sensibilizasse com a situação”, comenta.

De acordo com Michele Caputo, a reivindicação é justa e pôde ser atendida por meio do Programa de Fortalecimento da Infraestrutura Viária do Estado. “Este estudo é necessário para dimensionar os custos e impactos da obra, e o Vereador Thuca da Saúde é um incansável lutador por um Litoral com mais infraestrutura e está sempre atento, cobrando o que de fato precisa de prioridade, assim como a PR-405”, diz.

A Deputada Yared afirma que, apesar de o estudo lançado pelo Governo do Estado, ela está buscando viabilizar, também, junto à Comissão de Viação e Transportes da Câmara, mais recursos para a execução do projeto. “Queremos que a estrada realmente saia e, para isto, apesar de o Governo do Estado já ter os recursos para a realização do estudo, estamos viabilizando verbas para a execução da obra”, explica. 

Sonho antigo

Desde 1987, quatro governadores que passaram pelo Palácio Iguaçu fizeram a mesma promessa e, até hoje, a PR-405 continua em situação precária. O estado da via já foi motivo de vários protestos pelos quase 08 mil moradores da cidade, que pedem sua pavimentação.

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

No ano passado, o Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER) se manifestou afirmando que, por causa dos impactos ambientais, a decisão da gestão é “manter a rodovia nas condições atuais, realizando serviços de manutenção do trecho e trabalhando paralelamente em alternativas para melhorar a acessibilidade ao município e às condições de vida da população local”.

De acordo com Thuca da Saúde, a história da PR-405 serviu, até hoje, “apenas para fazer política”. “Deveria estar contente com a notícia, mas fico pensando se, desta vez, o povo de Guaraqueçaba não será enganado novamente”, diz.

Na última gestão, que durou oito anos, do Ex-governador Beto Richa (PSDB), em 2013, ele havia anunciado o início de estudos de impacto ambiental para a execução da obra de pavimentação da rodovia, no valor de R$ 1.176 milhão. Foi prometido, inclusive, que as obras seriam iniciadas em 2014.

História da PR-405

Considerada o município mais isolado do Paraná, para chegar à região, só existem duas opções: via marítima, por meio das barcas que partem diariamente de Paranaguá, e por terra, pela rodovia PR-405, chamada de “Estrada da Redenção”, construída no início da década de 70, pelo Governador Paulo Pimentel, e que faz ligação com Antonina.

Com 76 quilômetros de extensão de chão batido, as condições da pista são apontadas, pelos moradores, como o principal fator de isolamento do município. O trajeto de carro chega a levar até quatro horas, e ônibus e caminhões podem demorar o dobro do tempo para cumprir o trecho. Ao longo da rodovia os buracos são comuns e quando chove o estado piora. “Não sou apenas morador, mas também representante eleito pelo povo guaraqueçabano, e vou acompanhar de perto a situação deste novo estudo para a pavimentação da PR-405, pois não interessa apenas a nós, mas também a todas as sete cidades da região. Quero confiar na boa vontade e determinação do Governador Ratinho Junior, que tem um bom nome a zelar e uma trajetória política de sucesso”, declara Thuca da Saúde. Segundo ele, não serão medidos esforços, pela Câmara de Vereadores, para que, desta vez, a promessa seja finalmente cumprida.

 

Com informações da AEN e Tribuna do Paraná

 

 

 

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments