Doa a quem doer

Diárias ilimitadas

Por Direto da Redação
30/05/2022 13:22 |
Atualizado em 13:24

Ainda sobre o Poder Legislativo de Guaratuba… Mais uma vez trazemos uma reportagem referente às diárias utilizadas pelos vereadores e servidores da Câmara. E, mais uma vez, a Casa de Leis da cidade fica disparadamente a frente de todas as outras do Litoral no que diz respeito ao pagamento da indenização para o servidor/parlamentar que, no desempenho de suas funções, viaja para outra cidade.

Somente de janeiro a maio, foram gastos mais de R$ 250 mil com diárias de 74 funcionários públicos da Câmara, entre eles, 12 vereadores de um total de 13. Em termos de comparação, o Legislativo de Paranaguá, maior cidade do Litoral e que possui a maior quantidade de vereadores (19), reembolsou cerca de R$ 24.7 mil no mesmo período.

No ano passado, enquanto a pandemia ainda estava em seu pico, foram R$ 517 mil dos cofres públicos de Guaratuba, utilizados para reembolsar os vereadores e servidores que decidiram viajar para outras cidades, seja para realizar capacitações ou para visitar outros políticos. Mas fica o questionamento: por que não realizar os cursos na própria cidade, como fez a prefeitura, economizando um bom dinheiro? E, ainda, se vai viajar apenas para manter bons relacionamentos com outros políticos, por que não tira o recurso do próprio bolso?

O JB Litoral questionou o Ministério Público do Paraná (MPPR) sobre o assunto. Mas a 2ª Promotoria de Justiça de Guaratuba, que tem atribuição na área de patrimônio público, informou que, até o momento, não há procedimentos que tratem de irregularidades na concessão de diárias na Câmara Municipal este ano.

Se o órgão que tem o dever de fiscalizar os Poderes Públicos não encontrou irregularidades nessa montoeira de diárias ilimitadas, a imprensa está aqui para alertar a população de que, se não é ilegal, é, ao menos, imoral!