Diocese de Paranaguá altera rito da imposição das Cinzas durante abertura da Quaresma

por Redação JB Litoral
17/02/2021 15:51 (Última atualização: 2 semanas atrás)

Foto: Pascom Diocese de Paranaguá

O Bispo Dom Edmar Peron preside as celebrações litúrgicas que marcam o início da Quaresma para os cristãos, nesta quarta-feira, 17, às 19 horas, na Catedral Diocesana de Nossa Senhora do Santíssimo Rosário, em Paranaguá.

Tradicionalmente, durante a missa, o sacerdote coloca as cinzas nas cabeças dos fiéis e diz frases tradicionais da celebração. Porém, devido a pandemia, novas medidas foram adotadas a pedido do Vaticano para proteger fiéis.

Veja como será

“Feita a oração de bênção das cinzas e depois de as ter aspergido com água benta sem dizer nada – precisa a nota emitida pela Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos -, o sacerdote, voltado para os presentes, diz uma só vez para todos a fórmula que se encontra no Missal Romano: ‘Convertei-vos e acreditai no Evangelho’, ou ‘Lembra-te que és pó da terra e à terra voltarás’.”

Depois, prossegue a nota, “o sacerdote lava as mãos, coloca a máscara protegendo o nariz e aboca, e impõe as cinzas a todos os presentes que se aproximam dele, ou, se for mais conveniente, aproxima-se ele do lugar daqueles que estão de pé. O sacerdote pega nas cinzas e deixa-as cair sobre a cabeça de cada um, sem dizer nada”.

O que é a Quaresma

A Quaresma é um período instituído pela Igreja Católica que são 40 dias marcados por penitências e sacrifícios – simbolizados pelos 40 dias que Jesus ficou em retiro no deserto e também lembrando a caminhada de 40 anos que o povo de Israel realizou para chegar à terra prometida, de acordo com o Bispo.   

Além disso, ela é uma preparação para a grande festa do cristianismo que é a Páscoa (Solenidade da Ressurreição de Jesus). A Igreja Católica no Brasil, também realiza neste período, desde 1962, a Campanha da Fraternidade (CF). Desde o ano 2000, algumas Campanhas da Fraternidade, tem tido a participação de várias Igrejas Cristãs, e é realizada junto com o Conselho Nacional de Igrejas Cristã (CONIC).

Campanha da Fraternidade Ecumênica

Neste ano a campanha será desta forma, denominada como Campanha da Fraternidade Ecumênica (CFE). O tema escolhido para a CFE 2021 é: “Fraternidade e Diálogo: compromisso de amor” e o lema: “Cristo é a nossa paz. Do que era dividido fez uma unidade”, (Ef 2,14a). 

Dom Edmar Peron realizará na missa das 19h a Abertura Oficial da CFE 2021 para toda a Diocese de Paranaguá, a qual é composta por 13 municípios do Litoral do Paraná e Vale do Ribeira. 

O Bispo lembra que, “o significado das cinzas, o jejum, a penitência e a oração, marcas da quaresma, junto com a  Campanha da Fraternidade Ecumênica, ao nos colocar diante de tantas dores e sofrimento que marcam nossa sociedade atual, sobretudo, diante dos milhares de brasileiros mortos pela fome e perseguições econômicas, raciais e até mesmo religiosas, deve despertar nossos corações para realização de gestos concretos de amor em favor das pessoas que sofrem, e assim, superarmos aquela falsa solidariedade feita apenas de discursos (perigo a que todos estamos expostos)”.

Domingo de Ramos e da Paixão do Senhor

No dia 28 de março, domingo de Ramos e da Paixão do Senhor (Entrada em Jerusalém), será realizada a Coleta Nacional da Solidariedade, ligada à Campanha da Fraternidade Ecumênica 2021. Neste gesto concreto, do total arrecadado, a Diocese deve enviar 40% ao Fundo Nacional de Solidariedade (FNS), gerido pela CNBB que atende mais de 200 projetos sociais.

A outra parte, 60%, permanece na Diocese para atender projetos locais, pelos respectivos Fundos Diocesano de Solidariedade (FDS). Segundo o Dom Edmar, embora “o tempo quaresmal seja vivido como uma marca da Igreja católica, poderá ser assumido também, por todos aqueles, que desejam e sonham com um mundo mais fraterno, onde possamos nos reconhecer como irmãs e irmãos, e não como adversários uns dos outros”.  

Transmissão da missa 

Desde o início da pandemia, a equipe da Pascom – Pastoral de Comunicação – da diocese tem feito a transmissão diária das celebrações às 19 horas na página www.facebook.com/diocesedeparanagua.

Por conta dos cuidados para evitar a transmissão do novo coronavírus, a quantidade de pessoas na Catedral será restrita e atenderá os protocolos de saúde necessários para enfrentar a pandemia: distanciamento social, uso obrigatório de máscaras, uso frequente de álcool em gel e higienização do ambiente.

Os fiéis poderão participar de forma presencial nas missas das 7h, 9h30 e 15h da Catedral e confirmar os horários para as celebrações presenciais e transmissões nas demais paróquias e santuários da Diocese de Paranaguá.

Com informações: Giolete Babinski – Pascom Diocese de Paranaguá

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments