Destaques

Fecomércio entrega homenagens ao empresariado de Paranaguá

Por Redação JB Litoral
24/07/2014 00:00 |
Atualizado em 00:00

No dia 18 deste mês, a Federação  do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio PR),  promoveu a nona edição do Troféu Guerreiro do Comércio, prêmio que é entregue a empresários bem sucedidos em todo o Paraná e com destaque no cenário econômico estadual. O evento, que aconteceu no Centro de Eventos Expo Unimed, em Curitiba, entregou o prêmio ao empresário Neri Gouvêa, proprietário da joalheria Roiani e, Seiji Yamashita, diretor administrativo e financeiro da Companhia Produtores de Armazéns Gerais, ambos de Paranaguá, representando o empresariado local em âmbito estadual.

De acordo com a Fecomércio, os empreendedores premiados “são indicados seguindo critérios de tempo de mercado, projeção, reconhecimento da comunidade e notoriedade empresarial e destaca os empresários que geraram oportunidades de trabalho, ajudando a impulsionar o desenvolvimento do Paraná”. Neri Gouvêa foi indicado ao prêmio pelo Sindicato dos Lojistas do Comércio e do Comércio Varejista de Gêneros Alimentícios de Paranaguá (Sindilojaspagua) e, Seiji Yamashita, foi indicado ao Troféu pelo Sindicado dos Armazéns Gerais no Estado do Paraná (Sindiarmazem).

“Estes empresários são homens que todos os dias batalham na manutenção e crescimento de seus negócios, ao mesmo tempo em que proporcionam bem-estar aos seus colaboradores e clientes”, afirma o presidente da Fecomércio, Sesc e Senac do Paraná, Darci Piana. De acordo com ele, o nome do prêmio, “Troféu Guerreiro do Comércio”, é algo que demonstra que os empresários em questão precisam travar uma batalha a cada dia. O troféu foi criado em 2006, até hoje 446 empresários paranaenses de 478 mil empresas do Paraná foram honrados com a homenagem. A homenagem é simbolizada por um troféu em bronze feito pelo artista plástico Luiz Gagliastri, entregue aos parnanguaras, representado por uma figura humana estilizada em alusão ao deus do Comércio, Mercúrio.

Sobre o empresário Neri Gouvêa, a Fecomércio ressalta que ele é “um verdadeiro guerreiro”. Destacando sua atuação em passagem pela Força de Paz da ONU, onde atuou em países de fronteira com o Sinai, perto da  Faixa de Gaza, recebendo medalha de “Pacificador” pela ONU e duas menções honrosas do Exército Brasileiro. Além disso, a Federação ressalta o histórico da Joalheria Roiani de Paranaguá, inaugurada em 1964 e atuante até hoje. Segundo a Fecomércio, Neri é “persistente no empreendimento, já sofreu oito assaltos e no último, foi alvo de seis tiros. Recupera-se para comemorar o jubileu de ouro da loja e de profissão”, afirma, relembrando o último assalto ocorrido em 2013, onde o empresário comoveu Paranaguá, sendo vítima de assalto em pleno centro de Paranaguá.

A Fecomércio enaltece igualmente o empresário Seiji Yamashita, que é administrador e iniciou sua carreira em 1973 no Banco América do Sul S/A, onde atuou por cerca de 30 anos. Versátil, Seiji em 2003 começou foi convidado atuar na Companhia Produtores de Armazéns Gerais como diretor administrativo e financeiro da empresa, que é uma das mais importantes de Paranaguá. Segundo a Federação, sua atuação firme e destacada rendeu a sua eleição como diretor presidente da Companhia, que, após isso, expandiu sua atuação para São Paulo, inovando nos aspectos de armazenagem de contêineres e cargas em geral, colaborando de forma intensa com a economia do Paraná e do Brasil, gerando empregos e movimentando o setor econômico de Paranaguá.

O presidente da Sindicato dos Lojistas do Comércio e do Comércio Varejista de Gêneros Alimentícios de Paranaguá (Sindilojaspagua), Said Khaled Omar, marcou presença no evento e parabenizou os homenageados parnanguaras.

 *Com informações da Fecomércio