Fumacê completa ciclo e cuidados precisam ser mantidos

por Redação JB Litoral
01/08/2015 08:00 (Última atualização: 01/08/2015)

Os carros com o fumacê completaram dois ciclos passando pelos bairros na tarde desta sexta-feira (7). Com a distribuição do inseticida pelos bairros, esta etapa foi concluída.

Agora, o próximo passo a ser executado pela Secretaria Municipal de Saúde da Prefeitura de Paranaguá, é percorrer os bairros e fazer uma pesquisa para levantamento dos dados relacionados ao índice de casos de dengue.

Atualmente, há 41 casos confirmados de pessoas que contraíram dengue na própria cidade e 13 aguardam resultado. O número permanece o mesmo há alguns dias.

A reunião do Comitê Gestor Municipal de Combate à Dengue, realizada hoje, mostrou que as ações continuarão a ser realizadas pelas equipes formadas por agentes de endemias, agentes comunitários e guardas municipais. O objetivo continuará sendo de fiscalizar a orientar a população para evitar focos.

“A guerra não acabou e precisamos manter a vigilância e cuidados para que calhas sejam limpas, piscinas sejam cobertas, vasos de plantas secos, entre outros cuidados que são orientados pelos agentes de saúde que passam pelos bairros de Paranaguá”, destacou a secretária Municipal de Saúde, Dra. Terezinha Flenik Kersten.

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

Participaram da reunião representantes das secretarias municipais de Meio Ambiente e Urbanismo, Assistência Social e Educação, além da vigilância sanitária e representantes da Regional de Saúde.

Também foram traçadas novas ações para que o combate à dengue continue. Reuniões segmentadas com escolas, Associação Comercial, entidades religiosas, entre outros, fazem parte do reforço. O objetivo é repassar as orientações necessárias para que as pessoas se transformem em multiplicadores para que o número de casos comece a reduzir.

A melhor forma de se evitar a dengue é combater os focos de acúmulo de água, locais propícios para a criação do mosquito transmissor da doença. Para isso, é importante não acumular água em latas, embalagens, copos plásticos, tampinhas de refrigerantes, pneus velhos, vasinhos de plantas, jarros de flores, garrafas, caixas d´água, tambores, latões, cisternas, sacos plásticos e lixeiras, entre outros.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments