Instrutores e autoescolas celebram acordo com reajuste de 10%

por Redação JB Litoral
15/10/2015 08:00 (Última atualização: 15/10/2015)

Aulas práticas e teóricas ainda estão suspensas.

Uma audiência no TRT-PR nesta quinta-feira, 15/10, resultou em acordo no dissídio coletivo que envolvia empresas e instrutores de autoescolas em todo o Paraná. As partes acertaram reajuste de 10% no piso salarial, retroativo a 1ª de maio de 2015. A sessão de conciliação foi presidida pela desembargadora Marlene Teresinha F. Suguimatsu, vice-presidente eleita do Tribunal.

Além do reajuste salarial, que representou cerca de 1% de ganho real acima da inflação medida pelo IPCA, os instrutores de autoescolas obtiveram reajuste de 9,09% no valor da hora-aula, enquanto o auxílio alimentação passou a ser de R$ 15,00 por dia. Ainda pelo acordo, as autoescolas deverão disponibilizar filtro solar com fator de proteção (FPS) 15, aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

A audiência anterior já havia chegado ao consenso de que a data-base da categoria permaneceria sendo o dia 1º de junho de 2015. Por orientação do sindicato patronal, algumas autoescolas vinham pagando o piso com reajuste de 9,84% desde esta data convencionada. Estas empresas pagarão apenas a diferença de 0,16% sobre os meses anteriores, pois o acordo é retroativo à data-base.

Para acessar na íntegra a ata da audiência, acesse aqui e clique na notícia correspondente.

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

http://www.trt9.jus.br/internet_base/inicial.do;jsessionid=C75B782F48497B36606FEF64362CF204.jboss89?evento=cookie

 

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments