Justiça Eleitoral nega que votos para Marcelo Roque serão anulados

por Maisy Pires
01/11/2020 15:44 (Última atualização: 01/11/2020)

marcelo
Neste domingo (1º), Marcelo fez caminhada na Ilha dos Valadares

A Justiça Eleitoral de Paranaguá se manifestou sobre o compartilhamento de notícias falsas sobre a candidatura de Marcelo Roque (PODE). A decisão do Dr. º Guilherme Moraes de Nieto atende a um pedido da coligação do candidato, denominada “Pra Fazer Muito Mais”.

Após a divulgação da impugnação da candidatura do atual prefeito e candidato à reeleição Marcelo Roque (Podemos) pelo juiz eleitoral Guilherme Moraes, inúmeras fake news surgiram nas redes sociais.

Entre elas o fato de que o candidato não constaria na urna eleitoral e que, quem nele votasse, teria o voto considerado nulo, sem validade para a legenda. O que, segundo o juiz, é informação inverídica (desinformação) e que os autores poderão pagar R$ 10 mil em multas.

De acordo com Guilherme, a informação divulgada, além de falsa, cria indevida desvantagem ao candidato. Claramente o objetivo da publicação em questão é enganar o eleitorado de modo a tentar retirar votos do candidato Marcelo Roque de maneira indevida.

Por fim, o juiz informa que Marcelo pode continuar com a campanha e seu nome estará na urna eletrônica. Pois, o candidato teve o indeferimento de sua candidatura em 1º grau, perante a Justiça Eleitoral, e que o processo em questão não se findou, havendo prazo para impugnação via recurso.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments