Litoral é contemplado com 1.730 doses da AstraZeneca e vacinação começa nesta segunda (25)

por Redação
25/01/2021 06:47 (Última atualização: 25/01/2021)

Vacinas contra a Covid-19 sera ampliada paraalinha de frente da rede privada Foto: Gilson Abreu/AEN

Por Cleverson Teixeira

O litoral do Paraná recebeu, no domingo (24), 1.730 doses da vacina contra a COVID-19. Os imunizantes, desenvolvidos pela Universidade de Oxford em parceria com o Laboratório AstraZeneca, foram conduzidos para as sete cidades da região pelo helicóptero do Batalhão da Polícia Militar de Operações Aéreas (BPMOA). O novo lote faz parte das 86,5 mil vacinas que chegaram ao estado no sábado (23), em voo comercial registrado no Aeroporto Afonso Pena, em São José do Pinhais, Região Metropolitana de Curitiba (RMC).

Dos sete municípios, Paranaguá recolheu o maior número de doses, totalizando (870). Na sequência aparece Guaratuba, com (230); Matinhos (200); Pontal do Paraná (200); Antonina (120); Guaraqueçaba (60) e Morretes (50). Vale destacar que na primeira remessa o Paraná recebeu, no dia 18 deste mês, 265.600 vacinas da Coronavac. Elas foram produzidas pelo Laboratório Chinês Sinovac em parceria com o Butantan. Desse total, a região litorânea ficou com 2.240. Já o número de profissionais da linha de frente que serão imunizados durante a primeira fase chega a 5.840. Essa soma leva em consideração os funcionários que atuam em redes públicas e privadas.

Secretários de Saúde falam sobre o recebimento

Para saber os próximos passos das Secretarias de Saúde do litoral no processo de imunização, que ocorre a partir do dia 25, o JB conseguiu contato com três delas. O secretário de Antonina, Odileno Garcia Toledo, informou que a vacinação na cidade acontece de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h, na Garagem da Cultura, ao lado do Theatro Municipal.

Conforme ele, o município dará continuidade à aplicação das vacinas nos profissionais de saúde e, na sequência, assim que mais doses chegarem, um outro grupo prioritário será imunizado. “As 120 doses chegaram às 10h15 deste domingo, no Campo 29 de Maio. Vamos terminar de vacinar os profissionais de saúde. A próxima leva será para idosos acima de 80 anos”, disse.

Litoral é contemplado com 1.730 doses da AstraZeneca e vacinação começa nesta segunda (25) 2
Diretor da 1ª Regional entregou 60 doses a Guaraqueçaba

Já em Guaraqueçaba, o lote chegou por volta das 10h30. Segundo o secretário de Saúde, Alcedino Ferreira Barbosa, conhecido como Thuca, o qual recebeu o material das mãos do diretor da 1ª Regional de Saúde de Paranaguá, José Carlos de Abreu, as imunizações estão sendo realizadas também em dois períodos do dia. “Elas continuam com o grupo prioritário, que é o pessoal da saúde e estão sendo aplicadas na Unidade de Saúde Central, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h30”, complementou.

O secretário de Guaratuba, Gabriel Modesto, disse que com essas vacinas que entraram na cidade, por volta de 11h30 do dia 24, é possível atingir todos os funcionários do Sistema Único de Saúde (SUS). Elas são aplicadas durante os plantões ou por agendamento. “Recebendo essas 230 vacinas, nós vamos conseguir vacinar todos os profissionais do SUS. No próximo lote, iremos partir para os da saúde privada. Nós procuramos os profissionais e informamos a hora que eles devem tomar a dose. Na primeira etapa, priorizamos o pronto-socorro da COVID-19, o Samu, a Epidemiologia e a Atenção Básica. Ficou de fora o restante, que agora poderá ser imunizado”, contou.

Pontal e Morretes divulgam recebimento na internet

Com relação a Pontal do Paraná, o prefeito Rudão Gimenes (MDB) publicou, nas redes sociais, a chegada das 200 ampolas. Ele evidenciou o trabalho dos profissionais envolvidos na fabricação da AstraZeneca. “Em breve, todos teremos a oportunidade de sermos imunizados, graças aos profissionais, médicos e cientistas, estamos vivendo uma nova realidade de esperança e otimismo”, salientou.

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

Litoral é contemplado com 1.730 doses da AstraZeneca e vacinação começa nesta segunda (25) 5
Pontal do Paraná recolheu 200 imunizantes.

Em Morretes, a página Vigilância em Saúde também postou o recebimento das doses vindas da Inglaterra. O prefeito Sebastião Brindarolli Júnior (PSD) e a técnica de Enfermagem Francielin Apolinário estiveram na Sede do Corpo de Bombeiros da cidade à espera do helicóptero do BPMOA. “As doses darão continuidade a vacinação do primeiro grupo prioritário, que são os profissionais da saúde. Salientamos que a imunização da população indígena ficou a cargo da Secretária Especial de Saúde Indígena (Sesai)”, consta na publicação.

Litoral é contemplado com 1.730 doses da AstraZeneca e vacinação começa nesta segunda (25) 6
As 50 doses foram recebidas pelo prefeito de Morretes, Brindarolli Junior.

Até o fechamento desta reportagem, o JB não conseguiu contato com as prefeituras de Matinhos e Paranaguá.

40 mil doses previstas para o PR

O secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, disse à imprensa que a imunização ganhará mais força nos próximos dias. Conforme ele, o Ministério da Saúde fará a divisão de 900 mil doses da Coronavac. Esse número atingirá todos os estados brasileiros, incluindo o Distrito Federal. Para o Paraná estão previstas 40 mil doses.

“Outras 3,9 milhões de doses imunizantes, também desenvolvidas pelo laboratório chinês Sinovac, devem chegar até o fim do mês. Queremos que o fluxo seja contínuo, sem interrupções”, afirmou o secretário, em entrevista à Agência de Notícias do Paraná.

Para a distribuição da AsztraZeneca, feita no dia 24, dois aviões do Governo do Estado partiram do Aeroporto do Bacacheri, em Curitiba, em direção a 15 regionais do interior do estado. As vacinas que pertenciam a outras regiões, como as do Litoral, Região Metropolitana, Ponta Grossa, Irati, Guarapuava, Telêmaco Borba e União da Vitória foram retiradas no Centro de Medicamentos do Paraná (Cemepar).

Plano de Vacinação

De acordo com o Plano Estadual de Vacinação do Paraná, na primeira fase serão imunizados todos os profissionais de linha de frente, pessoas com mais de 60 anos que vivem em asilos, população indígena e portadores de doenças severas. Posteriormente, o Estado pretende vacinar idosos de 75 a 79 anos, além dos que possuem 80 anos ou mais.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments