Litoral

Litoral do Paraná fica de fora entre as 770 melhores cidades em desenvolvimento sustentável

Por Redação
30/03/2021 15:24 |
Atualizado em 19:54

Na semana passada, o Instituto de Água e terra (IAT) do Governo do Paraná, divulgou o ranking do Instituto Cidades Sustentáveis com as 770 cidades do país melhores classificadas no Índice de Desenvolvimento Sustentável das Cidades – Brasil (IDSC-BR0. Dos 397 municípios, o Paraná contou com 94 classificados.

Entre os 100 melhores municípios colocados do país, oito deles são paranaenses e a capital, Curitiba, foi a melhor colocada no 30º lugar. A última foi Adrianópolis, com a pontuação de 43.40 que a deixou na 722º colocação. Nenhuma das sete cidades do litoral foi classificada.

Nenhuma das sete cidades do litoral apareceu no ranking que mede o progresso do cumprimento dos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), propostos pela Organização das Nações Unidas (ONU), com 169 metas até 2030 (Agenda 2030).

De acordo com a pontuação, os 94 municípios do Paraná atingiram o ODS 7: garantir acesso à energia barata, confiável, sustentável e renovável para todos.

Vale ressaltar que o IDSC-BR leva em conta uma série de relatórios produzidos pela Sustainable Development Solutions Network (SDSN) para acompanhar a implementação dos ODS nos países membros da ONU, como o Brasil.

Os 17 ODS propostos pela ONU:

ODS 1: Erradicação da pobreza

ODS 2: Fome zero e agricultura sustentável

ODS 3: Saúde e bem-estar

ODS 4: Educação de qualidade

ODS 5: Igualdade de gênero

ODS 6: Água limpa e saneamento

ODS 7: Energia limpa e acessível

ODS 8: Trabalho decente e crescimento econômico

ODS 9: Indústria, Inovação e Infraestrutura

ODS 10: Redução das desigualdades

ODS 11: Cidades e comunidades sustentáveis

ODS 12: Consumo e produção responsáveis

ODS 13: Ação contra a mudança global do clima

ODS 14: Vida na água

ODS 15: Proteger a vida terrestre

ODS 16: Paz, justiça e instituições eficazes

ODS 17: Parcerias e meios de implementação

A avaliação apresenta a distância para atingir as metas dos ODS em 770 municípios, composto por 88 indicadores. A metodologia também aponta os dados faltantes para incitar os órgãos técnicos e gestores públicos a preencher as lacunas e a produzir e integrar novas bases de dados.

Confira o ranking.

Com informações do IAT