Maioria dos ônibus do transporte coletivo de Paranaguá são limpos uma vez por dia durante a pandemia

por Luiza Rampelotti
26/08/2020 21:13 (Última atualização: 31/08/2020)

O produto utilizado é o Kalyclean S 328, um desinfetante hospitalar para superfícies fixas

Desde abril, a concessionária de transporte público de Paranaguá, Viação Rocio, tem que disponibilizar, para todos os seus passageiros, álcool em gel para higienização das mãos e proteção à saúde, a fim de combater a pandemia do novo coronavírus (Covid-19). As embalagens com o produto devem ser instaladas em lugares de fácil acesso e visualização.

Além disso, a empresa deve reforçar as medidas de higienização no interior de seus veículos, que têm que ser higienizados com álcool em gel antes de cada viagem. Os ônibus também devem circular, obrigatoriamente, com as janelas abertas e somente com passageiros sentados, para evitar a aglomeração de pessoas. Por isso, um ônibus reserva para cada linha deve estar disponível, especialmente nos horários de pico, caso seja constatada a necessidade devido à lotação.

O transporte público coletivo está funcionando com alterações dos horários, mas abrangendo as 24 horas do dia, inclusive, com linhas durante a madrugada. Para orientar sobre a importância da correta assepsia das mãos no controle e combate à disseminação de doenças, a Viação Rocio deve manter expostos avisos informativos.

Os passageiros também são obrigados a usar máscaras de proteção facial dentro dos ônibus, bem como para andar nas vias públicas.

As determinações partiram do Executivo Municipal, por meio da Lei 3.883/20, Decreto nº 2.012/20 e do Decreto nº 2.099/20. Caso haja descumprimentos, a concessionária está sujeita à advertência e multas de R$ 318,99 (na primeira aplicação), R$ 637,98 (em reincidência) e R$ 956,97 (por cada veículo que leve passageiros em pé).

De acordo com a Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (Semsu), desde o início da pandemia, já foram aplicadas à concessionária duas notificações, além de multas, que estão sendo processadas conforme a Lei nº 3.883/20.

Lavagem uma vez por dia

Com a grande circulação de pessoas, os veículos de transporte coletivo podem ser um ponto de disseminação do vírus, caso não sejam adequadamente higienizados. Há diversos pontos de contato com as mãos dos usuários, como corrimãos, barras de apoio de sustentação, roletas, apoios de porta, entre outros.

Segundo o gerente de operação da Viação Rocio, Paulo Francisco Marchioro, a empresa realiza, todos os dias, a higienização interna e externa dos veículos. Em alguns ônibus, a lavagem acontece com mais frequência. “A limpeza é feita diariamente, tanto interna quanto externamente. Como algumas linhas sujam mais, como a da área portuária e as mais distantes, a frequência da limpeza é maior, porque esses ônibus passam por estrada de chão, poeira e demais sujeiras”, comenta o gerente.

Ele explica que a limpeza externa dos ônibus é feita por meio de uma máquina, e que as rodas e para-brisas são esfregados com escova própria para a tarefa. Já a interna, é realizada com um shampoo exclusivo para limpeza pesada, próprio para ônibus.

Nos ferros de sustentação dos veículos, é utilizado o produto Kalyclean S 328, um desinfetante hospitalar para superfícies fixas, além de álcool em gel 70%. “Estes produtos estamos usando durante a pandemia, antes era utilizado apenas sabão especial líquido”, diz Paulo. Nos pisos e escadas, usa-se shampoo exclusivo para alumínios e, em algumas situações pesadas, é usado o hipoclorito com shampoo.

Sem informação sobre higienização antes de cada viagem

No entanto, apesar de a prefeitura informar que uma das exigências à concessionária é a realização da higienização, em cada veículo, com álcool em gel antes de cada viagem, a Viação Rocio não esclareceu se tem respeitado a determinação. O Executivo também não detalhou o motivo das notificações e multas aplicadas à empresa.

Além disso, a concessionária não informou se está disponibilizando um ônibus reserva para cada linha, como exige o decreto municipal.

Atualmente, 07 mil pessoas são transportadas, diariamente, pelos 50 ônibus que fazem parte da frota da Viação Rocio e rodam, em média, neste período, 09 mil quilômetros por dia. Eles atendem a 20 linhas.

Antes da pandemia, o fluxo de passageiros chegava a cerca de 22 mil pessoas por dia, porém, as medidas de distanciamento social impostas pelo Município, em conjunto com a preocupação das pessoas com relação à contaminação, fizeram com que o número de transportados caísse 68%, segundo a concessionária.

Motoristas e passageiros de máscaras

Entre as medidas preventivas contra o coronavírus, adotadas pela concessionária, está a orientação aos motoristas para utilização de máscaras e a correta higienização das mãos. Além disso, eles também são orientados a evitar aglomerações, “principalmente no terminal, onde existe sempre um tumulto de pessoas”, diz o gerente.

Todos os ônibus contam com um recipiente com álcool em gel para utilização tanto do motorista quanto dos passageiros. “Em alguns ônibus, colocamos esses recipientes próximos à catraca, mas houve muito furto, então agora estão próximos ao motorista”, conta.

Cartazes informativos estão disponíveis nos ônibus, porém, Paulo destaca que a campanha orientativa mais forte está sendo realizada no site da concessionária. “No site, fazemos um informativo na questão da atenção e uso da máscara, higiene pessoal e assim por diante”, conclui Marchioro.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments