Mais de 70 famílias ficam desalojadas após explosão no Porto dos Padres

por Jéssica Fernandes
02/03/2021 14:40 (Última atualização: 2 dias atrás)

Com informações de Diogo Monteiro

As explosões nos bueiros e tubulações de esgoto no bairro Porto dos Padres, em Paranaguá, que aconteceram na manhã desta segunda-feira (1º), deixaram mais de 70 famílias desalojadas.

Em entrevista ao JB Litoral, o Comandante do 8º Grupamento de Bombeiros, coronel Jonas Emmanuel Benghi Pinto, disse que ainda não se sabe qual a origem e a substância que provocou as explosões, mas que tudo indica ser algo derivado de petróleo, como gasolina ou diesel, e que pode ser um derramamento clandestino.

Além dos proprietários das residências atingidas, equipes do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil municipal retiraram também as famílias do entorno, pois ainda há risco de acontecer novamente.

  • Mais de 70 famílias ficam desalojadas após explosão no Porto dos Padres 1
  • Mais de 70 famílias ficam desalojadas após explosão no Porto dos Padres 2
  • Mais de 70 famílias ficam desalojadas após explosão no Porto dos Padres 3
  • Mais de 70 famílias ficam desalojadas após explosão no Porto dos Padres 4

Uma das moradoras disse ao JB Litoral que teve que deixar sua casa as pressas. “Eu vi a explosão ontem, eu e minha filha até achamos que era uma casa que estava pegando fogo, mas não sabia que teria que sair da minha casa. Eles pediram agora, em cima da hora, tive que largar meus bichinhos lá dentro”, contou, chorando. “Tenho 13 gatos e 2 cachorros, eles estão trancados dentro de casa, como vou deixar meus bichos? Fiquei sabendo agora que terei que sair”, completou.

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

Mais de 70 famílias ficam desalojadas após explosão no Porto dos Padres 5
Foto: Diogo Monteiro/JB Litoral

O secretário de Segurança Pública e coordenador da Defesa Civil municipal, João Carlos da Silva, ressaltou que mais de 70 famílias foram convidadas a se retirar das suas residências. “A Defesa Civil pediu para todas as pessoas que moram no entorno se retirassem para que a Paranaguá Saneamento faça a intervenção na galeria e retire os resíduos que podem geram uma nova explosão. É uma questão de segurança”. Segundo João Carlos, o Corpo de Bombeiros realizou a medição de explosividade durante a madrugada e, até então, nada foi constatado.

De acordo com o secretário, a prefeitura disponibilizou a Escola Municipal Takeshi Oishi – Parque Awaji, no Parque São João, para as pessoas se abrigarem. “Ninguém foi encaminhado para o nosso alojamento. Todos optaram por casa de familiares. Alguns relutaram por causa dos animais, enfim, mas a maioria acatou o nosso pedido e levaram os animais e alguns pertences”.

Próximos passos

O capitão Natanael Witt, do Corpo de Bombeiros, informou ao JB que foi solicitado, junto a Copel, o desligamento da energia para que o procedimento de ventilação seja realizado sem riscos. “Estamos tentando minimizar os riscos. Faremos a ventilação nas tubulações e, posteriormente, uma reavaliação para ver se iremos liberar o local”. Ele reforça que os trabalhos devem encerrar apenas amanhã (3).

O IAT colheu o material e enviou para análise para identificar a origem do derramamento, inteirou o Corpo de Bombeiros.

Matérias relacionadas

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments