Marquinhos Roque é reeleito e vereadores renunciam ao cargo na Mesa Executiva da Câmara de Paranaguá

por Redação JB Litoral
20/12/2018 00:00 (Última atualização: 21/01/2019)

Nesta quinta-feira (20), em sessão extraordinária realizada na Câmara de Vereadores de Paranaguá, foi eleita a nova composição da Mesa Diretora da Casa. Estabelecido no Regimento Interno, a Mesa compõe-se dos cargos de Presidente, Vice-presidente, 1º Secretário, 2º Secretário e Suplente de Secretário, com mandato de dois anos.

Com participação de grande público, a votação ocorreu de maneira tranquila e, o atual Presidente, Marcus Antônio Elias Roque (Podemos), foi reeleito com 12 votos, contra sete dados ao concorrente, o Vereador de oposição Adriano Ramos (PHS).

Para os demais cargos ficaram definidos o Vereador Benedito Nagel (PSD) como Vice-presidente, Vereador Orlei Correa (PTC) como 1º Secretário, Vereador Waldir Leite (PSC) como 2º Secretário e Adriano Ramos, eleito como Suplente de Secretário. Ele só integrará a Mesa em caso de ausência de algum dos secretários.

No entanto, após o encerramento da votação, Adriano afirmou que renunciará ao cargo, alegando não fazer parte do grupo político que foi eleito pela base aliada ao Prefeito Marcelo Elias Roque (Podemos), e irmão do presidente da Câmara, Marcus Roque.
 

Marquinhos Roque é reeleito e vereadores renunciam ao cargo na Mesa Executiva da Câmara de Paranaguá 3
Adriano Ramos ingressará com a carta de renúncia após as festas de fim de ano, visto que a Câmara se encontra em recesso.

Não compactuo com o grupo político que foi eleito hoje. Ter o Marcelo Roque como prefeito e seu irmão como Presidente é uma concentração de poderes, e a Câmara tem que ser independente. Tem que estar em harmonia com o Poder Executivo, mas ter independência de poder pensar, votar, questionar, colocar o dedo na ferida e elogiar quando merece elogios. Me eleger suplente foi uma estratégia para tentar passar para a população que eu faço parte deste grupo. Eu respeito as pessoas, mas não faço parte e não concordo com a política atual, com a forma com que a cidade está sendo administrada, com a forma com que os trabalhos na Casa Legislativa estão sendo conduzidos”, esclarece.

O Vereador Jaime Ferreira dos Santos (PSD), o Jaime da Saúde, que ficou em segundo lugar na votação para suplente e também faz parte da oposição e se intitula como “vereador independente” também afirma que irá renunciar ao cargo, pelos mesmos motivos de Adriano Ramos.

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

Fim da reeleição

Vale lembrar que o Projeto de Resolução de Lei que proíbe a reeleição do cargo de Presidente da Câmara, em uma mesma legislatura, não é pautado para votação desde janeiro de 2017. A proposta de Ramos já recebeu pareceres favoráveis de todas as comissões e Procuradoria desde junho do ano passado, entretanto, ainda não foi votada, porque Marcus Roque não a incluiu na pauta.

De acordo com o vereador, o objetivo é garantir que seja propiciado a mais de um parlamentar, na mesma legislatura, a experiência de administrar o Poder Legislativo e contribuir com a democracia, gerando renovação na Casa.
 

Marquinhos Roque é reeleito e vereadores renunciam ao cargo na Mesa Executiva da Câmara de Paranaguá 4
Vereador Jaime da Saúde também renunciará à função.

 

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments