Menino Isaac tem no Projeto do Sesc importante aliado na conquista de se tornar jogador de futebol

por Redação JB Litoral
13/10/2019 21:43 (Última atualização: 24/02/2020)

Qual menino um dia não sonhou em ser jogador de futebol? Este é o desejo de milhões de crianças e, em Paranaguá, não é diferente. Isaac Matheus Oliveira Santos é um destes garotos que sonham em ganhar a vida no esporte e ser reconhecido como um atleta profissional. 

Vindo da cidade cearense de Sobral com sua família, em 2012, devido a dificuldades financeiras, com apenas nove anos, encontrou no Serviço Social do Comércio – SESC, a possiblidade de melhorar seu desempenho e, quem sabe, encontrar uma oportunidade no futebol. Hoje, aos 15, Isaac Matheus é destaque do Projeto Aprender e Jogar, o qual ensina futebol a crianças e adolescentes. “Quando cheguei o primeiro lugar que conheci foi o Sesc, e aqui encontrei apoio e acolhimento. Ele muda a história da vida de muitas pessoas, dando grandes oportunidades para aqueles que, às vezes, não têm como conseguir”, diz.

Apesar de ter conhecido a entidade em 2012, somente em 2016 passou a frequentar as atividades esportivas oferecidas. “Por meio do projeto de futsal, muita gente que passou por ali pode viver este sonho e, até mesmo, se tornar jogador profissional. Este também é meu desejo e foco, porque quero mostrar meu talento país a fora, levando o nome de Paranaguá ao mundo”, conta.

Segundo ele, a prática esportiva é fundamental em sua vida, especialmente para ajudar nos momentos difíceis.

O esporte incentiva, transforma, faz de você uma pessoa diferente, longe da depressão, do vício, de tudo aquilo que tenta nos impedir. O esporte nos traz coisas novas. Uso sempre esta frase: estou dando o meu melhor mesmo na minha pior fase, porque vamos passar por dias ruins, seja na área financeira, familiar, ou outras, mas sempre temos que dar nosso melhor”, declara.
 

""

Além de estudar no 9º ano no Colégio Estadual José Bonifácio, no período da manhã, jogar como atacante no time de futsal do Sesc, às terças e quintas-feiras à tarde, o atleta trabalha, ainda, na empresa M&A Sequilhos, como vendedor.

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

Gosto de trabalhar e ter o meu dinheiro, para conseguir comprar as minhas coisinhas, não precisar depender do pai. Por meio dos cursos do Sesc, as amizades, o pessoal que trabalha aqui e nos incentiva, tudo isto foi me mostrando o quanto, na nossa vida, a gente precisa ter um foco”.

Programa de formação esportiva
 

O Técnico de Esportes do Aprender e Jogar, Addan Monteiro dos Santos Bontorin, explica que o projeto atende cerca de 100 alunos. “É um programa de formação esportiva desenvolvido pelo Sesc, para crianças e adolescentes de 05 a 17 anos. Ele conta com uma metodologia exclusiva que, por meio de brincadeiras e conteúdos divertidos, transmite valores como companheirismo, socialização, inclusão, espírito de equipe e respeito ao próximo”, explica. Além de ser inclusivo, o projeto também é de cunho social e atende crianças e adolescentes de baixa renda e de forma gratuita.

Addan fala com orgulho do aluno Isaac. “Ele é muito prestativo, está sempre me ajudando em outras categorias quando chega mais cedo. O Isaac é atencioso, aconselha os meninos mais novos sobre como jogar, o que fazer e como fazer, é muito bacana esta iniciativa dele. O mais importante é que ele se dedica bastante nos treinos, tem boa coordenação, agilidade e noção da modalidade. Com dedicação e empenho, tem grandes chances de se tornar um jogador, mas, se acaso a vida não lhe permitir, com certeza será uma excelente pessoa”, conta.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments