Modelo de gestão da Portos do Paraná será levado para o Espírito Santo pela Codesa

por Redação
25/02/2021 18:02 (Última atualização: 25/02/2021)

Delegação da CODESA com o presidente do Portos do Paraná, Luiz Fernando Foto: Portos do Paraná

Tendo em vista o projeto de modelagem para o futuro no porto de Vitória, no Espírito Santo, uma delegação da Companhia Docas do Espírito Santo (CODESA), que administra os portos de Vitória e Barra do Riacho, liderada pelo presidente, Antônio Júlio Castiglioni Neto, realizou visita técnica na empresa pública Portos do Paraná, nesta quinta-feira (24).

A visita foi no sentido de conhecer e entender as melhores práticas aplicadas do porto de Paranaguá e o sistema que, segundo Castiglioni, “funciona muito bem”.

Acompanhado do seu diretor de Planejamento e Desenvolvimento, Bruno Luciano Fardin, e a coordenadora de Marketing e Desenvolvimento de Negócios, Raquel Guimarães, o presidente disse ter encontrado nesta visita, um grau de maturidade muito grande, uma perfeita compreensão e boa utilização dos espaços e berços com uma ocupação muito ordenada pela autoridade portuária.

“Vimos um espaço que não é relativamente muito grande, mas com uma produtividade altíssima. Isto que levamos como lição para Vitória. Estamos num trabalho de modelagem e vai ser importante pegar essa boa prática e tentar implantar em Vitória”, argumentou.

Ele observou também como positivo a ser levado para CODESA, o melhor monitoramento da atividade dos operadores portuários. “A gente percebe que existe a mínima cautela com perfeição da operação portuária, como identificação por meio de placas de quem seja o operador portuário, aplicativos para que se possa fiscaliza a atividade, ou seja, uma atuação muito mais presente da autoridade em relação no que está sendo feito no dia a dia do porto. Se queremos trazer boas práticas, o porto de Paranaguá não pode ficar de fora”, assegurou o presidente da CODESA.

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

“Visita consolida nosso modelo”

O presidente da Portos do Paraná, Luiz Fernando Garcia, avaliou como positiva a visita e, para ele, serviu para consolidar o modelo de gestão que vem sendo aplicado no terminal de Paranaguá, para que outros portos adotem.

“Somos parâmetros em algumas questões operacionais e de sistema e essa visita consolida este entendimento. Há uma intenção de troca de experiência. Essa visita permitiu que ele levasse para seu porto as melhores boas práticas adotadas pela Portos do Paraná e, em breve, visitaremos o porto do Espírito Santos para que possamos colher as melhores práticas adotadas pela CODESA. Eles são referência na implantação do VTMS”, argumentou Luiz Fernando.

A delegação pode conhecer de perto o sistema paranaense de exportação de grãos, em sistema compartilhado, o funcionamento da recepção de cargas, programação de navios e embarque e os cuidados com o meio ambiente.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments