Destaques

Movimentação de cargas transportadas por trens nos Portos do Paraná aumenta 6% no 1º quadrimestre de 2022

Por Gabriel Santos
06/06/2022 17:52 |
Atualizado em 17:52

Nesses primeiros quatro meses de 2022, a quantidade de cargas transportadas nos vagões dos trens, que entram e saem dos terminais portuários de Paranaguá e Antonina, aumentaram 6% em comparação ao mesmo período do ano passado.

De acordo com a Portos do Paraná, foram mais de 3 milhões de toneladas de mercadorias conduzidas pelo sistema ferroviário. O volume foi provocado por maiores carregamentos de produtos como milho, fertilizante, derivados de petróleo e contêineres.

Mas entre os produtos que mais tiveram aumento nas demandas do transporte sob trilhos, estão os vagões em contêineres, que, muitas vezes, são carregados pela carne de frango congelada. Durante o mesmo período, a exportação da ave para consumo movimentou mais de R$ 1 bilhão.

Segundo o diretor de Operação da empresa pública, Luiz Teixeira Silva Júnior, a alta na movimentação dos produtos transportados nos trens vai de encontro com o planejamento de investir em sistemas que atendam ao serviço ferroviário.

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO
Movimentação de cargas transportadas por trens nos Portos do Paraná aumenta 6% no 1º quadrimestre de 2022, JB Litoral - Notícias de Paranaguá, Guaratuba, Morretes, Guaraqueçaba e litoral do Paraná

“Temos projetos avançando para aumentar, ainda mais, a participação do modal ferroviário nos portos do Paraná. Por exemplo, a Klabin se instalando no terminal na área portuária trará de volta o trem até o costado”, explica o diretor.

Duas obras do Estado com o objetivo de fomentar ainda mais esse transporte são a Nova Ferroeste e o projeto Cais Leste (Moegão), em fase de licitação.

Com informações da AEN