Radar Portuário

OGMO convoca trabalhadores

Por Cristian César de Oliveira
27/04/2021 07:40 |
Atualizado em 21:16

Por Cristian César Oliveira

O OGMO/Paranaguá convoca os TPA’s já vacinados para apresentar, presencialmente ou via WhatsApp 98518-6069, a carteira de vacinação e cartão do SUS atualizados, para fins de comprovação da imunização e atualização cadastral. A campanha de vacinação, iniciada pela prefeitura contemplou número incerto de trabalhadores. A medida visa organizar um banco de dados, de modo a acompanhar a imunização de todos os trabalhadores, que ainda aguardam as vacinas do plano nacional de vacinação.

Governo prevê inicio da vacinação de portuários até final de maio

O governo federal anunciou, recentemente, a intenção de começar a vacinar trabalhadores portuários, até o final do mês de maio. O anúncio foi feito durante audiência pública da Comissão de Legislação Participativa da Câmara dos Deputados. Segundo o Plano Nacional de Operacionalização da Vacina contra a Covid-19, até o momento, já foram convocados para a vacinação: idosos e pessoas com deficiência que vivem em instituições de acolhimento; povos indígenas; trabalhadores da Saúde; povos e comunidades tradicionais ribeirinhas e quilombolas; pessoas com mais de 65 e forças de segurança e salvamento e forças armadas. Encarregados de atividade definida como essencial durante a pandemia, os portuários já fazem parte da lista de grupos considerados prioritários pelo Ministério da Saúde na vacinação contra a doença. No entanto, como ocupam a penúltima posição na lista, à frente apenas dos trabalhadores da indústria, até o momento, os portuários ainda não foram convocados para a vacinação.

Em Santos, Guarda Portuária será vacinada

Após grande mobilização da categoria, os guardas portuários conseguiram o aval do Governo do Estado e vão ser vacinados contra a Covid-19. “A superintendência da GPort já foi notificada e serão discutidos detalhes de como será a vacinação, como data e local. Estamos muito felizes. Valeu a união da categoria e a mobilização politica”, ressalta o diretor do SINDAPORT, Edilson de Paula Machado. O sindicato encaminhou ofícios para o Governo do Estado e Prefeitura de Santos, solicitando a inclusão dos guardas portuários na vacinação dos profissionais de segurança. Os deputados estaduais Tenente Coimbra e Paulo Corrêa Jr, a deputada federal Rosana Vale, e o vereador Benedito Furtado também atuaram ao lado da categoria.   

Mobilização

No dia 06 de abril, os guardas portuários fizeram um protesto na porta do prédio da presidência da Autoridade Portuária reivindicando a vacinação contra a Covid-19 para a categoria. Após o protesto, o órgão sindical ingressou com uma ação na Justiça. No início do mês, ele já tinha encaminhado diversos ofícios solicitando que a Guarda Portuária, que atua nos portos de Santos e São Sebastião, também fosse incluída no calendário de vacinação. Os documentos foram enviados para o governador João Doria, para o secretário estadual de Saúde, Jean Carlo Gorinchteyn, ao secretário estadual de Segurança Pública, general José Camilo Pires de Campos, ao prefeito de Santos, Rogério Santos, ao secretário municipal de Assuntos Portuários, Julio Eduardo dos Santos, e para o secretário municipal de Segurança, Sergio Del Bel Júnior.

O Porto de Santos tem, aproximadamente, 300 guardas portuários e o Porto de São Sebastião, 30 profissionais da categoria, segundo o sindicato.