Órgão do Governo Federal mantém aumento de 4,08% nos preços dos medicamentos no País

por Maximilian Santos [email protected] @maximilianjas
31/03/2020 12:56 (Última atualização: 31/03/2020)

Entra em vigor amanhã, quarta-feira (1º), o reajuste no preço dos medicamentos para 2020 no Brasil. Mesmo com o crescimento de casos de Covid-19, o novo coronavírus, em todos os estados do país, o aumento será mantido conforme regulamenta a Câmara de Regulação de Medicamentos – órgão interministerial do governo, que é responsável pela regulação econômica do mercado deste seguimento, sendo a Anvisa a responsável pela Secretaria-Executiva da Câmara.

Conforme divulgou o órgão, o aumento ficará na média de 4,08%. Segundo a Secretaria da Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos vão ser adiados apenas os reajustes de preço dos medicamentos e itens ligados ao tratamento da Covid-19. Os demais produtos estão com a correção autorizada pelo governo. A Câmara de Regulação diz que o índice vai ser dividido em três níveis. No nível 1, o reajuste atinge 5,21%; no nível 2, chega a 4,22%; e, no nível 3, alcança 3,23%. O aumento não se dá por um índice fixo. Ele varia por produto.

Os aumentos serão sentidos pelos clientes já no próximo mês, bem durante a crise do Covid-19, que assola todo o mundo, incluindo o Brasil. É importante que os consumidores saibam que não há valores mínimos. O que a Febrar – Federação de Redes de Farmácias Associativas – orienta para a coluna por meio de assessoria de imprensa, é que os consumidores pesquisem nas farmácias, para que possam encontrar possíveis preços mais acessíveis.