Polícia Civil prende mais cinco acusados de integrar “Tribunal do Crime”

por Redação JB Litoral
11/12/2018 00:00 (Última atualização: 11/12/2018)

A Polícia Civil de Paranaguá prendeu mais cinco suspeitos de fazerem parte do julgamento do “Tribunal do Crime, que mandou decapitar quatro homens em Paranaguá. A ação faz parte da segunda fase da Operação Adsumus, deflagrada na manhã desta terça-feira, 11. Outros detalhes da operação serão repassados em uma coletiva de imprensa, programada para as 15h, na sede da 1.ª Subdivisão Policial de Paranaguá, com apresentação dos presos.

A primeira fase da operação ocorreu no dia 23 de novembro, quando três homens e uma mulher foram presos por envolvimento em quatro assassinatos ocorridos na cidade neste ano, em que as vítimas foram decapitadas e os corpos jogados no Rio Emboguaçu. A suspeita é que pelo menos duas vítimas foram mortas por estarem envolvidas em crimes sexuais. Na ação, ainda houve a prisão de mais duas mulheres por tráfico de drogas e a apreensão de dois adolescentes.

ADSUMUS

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

A Operação Adsumus (palavra com origem no latim que significa “estamos presentes”), foi deflagrada com a finalidade de prender os suspeitos dessa sequência de homicídios. Na primeira etapa foram cumpridos 12 mandados judiciais, sendo cinco de prisão preventiva, um de busca e apreensão de menor e seis de busca e apreensão em domicílios.

Nas investigações, a Polícia Civil apurou que os acusados criaram um verdadeiro tribunal do crime no município de Paranaguá, composto por integrantes de uma organização criminosa que se reuniam e decidiam o futuro de pessoas que eles achavam serem delinqüentes e que estavam trazendo transtornos para a região onde se encontravam.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments