Polícia Civil prende suspeito de comandar esquema para desvio de cargas em Paranaguá

por Redação JB Litoral
18/05/2018 23:18 (Última atualização: 18/05/2018)

A Polícia Civil de Paranaguá prendeu, na madrugada de quinta-feira, 17, João Daniel de Barros, mais conhecido por “Danielzinho”, de 39 anos. Ele é suspeito de ser o autor intelectual de um esquema para desvio de cargas em Paranaguá, onde duas pessoas já tinha sido presas no início do mês.
Contra Daniel havia um mandado de prisão preventiva expedido pela 2.ª Vara Criminal de Paranaguá, que foi cumprido por policiais civis da 1.ª Subdivisão de Paranaguá. Ele foi encaminhado à delegacia, onde ficou recolhido no setor de carceragem local à disposição da Justiça.

Polícia Civil prende suspeito de comandar esquema para desvio de cargas em Paranaguá 4

 

O delegado Nilson Santos Diniz, que é o responsável pelas investigações, informou que Danielzinho irá responder pelos crimes de associação criminosa, falsificação de documento público e estelionato. Ele informou que a investigação sobre Danielzinho teve início depois que os primos Alcimar Jerônimo, de 35 anos, e Luciano de Lima Jerônimo, de 41, foram presos no último dia 4, tentando desviar uma carga de fécula de mandioca avaliada em R$ 100 mil.

Na ocasião, dois policiais da Delegacia de Furtos e Roubos de Cargas (DFRC), com sede em Curitiba, se dirigiram a cidade de Paranaguá, para verificar uma denúncia, de que no armazém da empresa GHS, no bairro Alexandra, estaria sendo realizado o desvio de carga. “As pessoas responsáveis pelo carregamento verificaram que o documento apresentado pelo motorista era falso e quando os policiais chegaram ao local e realizaram a abordagem, parte da carga já tinha sido carregada”, informou o delegado.

O caminhão era dirigido por Alcimar, o qual recebeu voz de prisão no local. Em seguida, Luciano, que estava participando do estelionato, mas não se encontrava no armazém, pelo fato de já ser conhecido pela prática de desvio de cargas na cidade, apareceu e também foi preso. “Foi constatado que o Luciano estava coordenando toda a ação, sem aparecer”, explicou o delegado.

Os primos acabaram autuados por estelionato, associação criminosa e por uso de documento falso e tiveram a prisão em flagrante convertida em preventiva e ainda se encontram presos.

Foi na sequência das investigações, realizadas pela 1.ª SDP, que foi constatado Danielzinho, que reside na Vila Divineia, era o responsável por toda a ação criminosa. O delegado informou que foi constatado que ele foi o responsável por entregar a documentação falsa ao motorista, além de providenciar o veículo utilizado no desvio e sua documentação e, também, a emissão da ordem de carregamento e, ainda, orientou os outros envolvidos sobre onde seria realizado o carregamento.

Polícia Civil prende suspeito de comandar esquema para desvio de cargas em Paranaguá 5
De acordo com Diniz, as investigações apuraram, ainda, que Danielzinho já havia planejado o desvio de outras três cargas em Paranaguá, no período de uma semana. “Importante frisar que a Polícia Civil, em Paranaguá, intensificará a repressão aos crimes de desvio de carga, que vêm causando prejuízos aos empresários do setor”, finalizou Diniz.

CASO 2 – Em outro caso distinto, os policiais civis da DFRC, prenderam um motorista, de 43 anos, suspeito de desviar uma carga de 39 toneladas de soja. A prisão aconteceu em Paranaguá, após os policiais receberem uma denuncia, alegando que um motorista entregaria uma carga em um armazém da cidade.

De acordo com a polícia, a carga de soja foi avaliada em R$ 60 mil e o motorista negociou a entrega por R$ 5 mil. Após aceitar os termos da proposta, o suspeito recebeu R$ 2 mil adiantados, e receberia o restante assim que descarregasse a carga.

Na delegacia, o motorista confessou o crime. Ele foi autuado por furto qualificado e permanece à disposição da Justiça. As investigações prosseguem para localizar e identificar os outros envolvidos no esquema.

 

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments