Polícia prende homem que se passava por veterinário para cortar orelhas de pitbull

por Redação JB Litoral
24/12/2019 00:45 (Última atualização: 24/02/2020)

Um homem de 43 anos foi preso pela Polícia Civil, na manhã desta segunda-feira, 23, na cidade Paranaguá, acusado de se passar por médico veterinário para cortar as orelhas de cães pitbulls. A ação foi realizada por policiais da Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente, com sede em Curitiba.

Lutador de jiu-jitsu, o suspeito foi preso em sua casa, quando se preparava para cortar as orelhas de um filhote de pitbull, que foi encontrado anestesiado. A Polícia Civil informou que a ação ocorreu após denúncia anônima e que, apesar de ter sido encontrada grande quantidade de instrumentos para a realização deste tipo de intervenção cirúrgica, indicando que o suspeito já teria praticado o mesmo procedimento anteriormente, ele alegou que seria a primeira vez.

O homem acabou levado para a Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente, acusado dos crimes de exercício ilegal de profissão e maus tratos a animais. O cachorro, de aproximadamente dois meses, apesar de ter sido anestesiado, não chegou a ter as orelhas cortadas e se encontra em boa situação de saúde. O dono animal não foi localizado.

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

A prática de cortar orelhas e cauda de qualquer animal para fins estéticos é proibida pelo Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV). O procedimento é considerado maus-tratos, por se tratar de uma mutilação. 

Foto: Divulgação/PCPR

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments