Prefeito Edison Kersten reassume a Prefeitura de Paranaguá

Prefeito fez balanço da viagem oficial ao Japão. Fábrica de alga usada na culinária japonesa será instalada em Paranaguá.

por Redação JB Litoral
23/04/2015 18:21 (Última atualização: 23/04/2015)

NULL

  O prefeito Edison Kersten reassumiu, na tarde desta quinta-feira (23), a Prefeitura de Paranaguá, após passar 16 dias em viagem oficial ao Japão. Neste período, o cargo de prefeito foi exercido pelo presidente da Câmara Municipal, Jozias de Oliveira Ramos. Durante a cerimônia, que aconteceu no Palácio São José e contou com a presença de secretários municipais e vereadores, o prefeito Edison agradeceu o trabalho desenvolvido por Jozias.

“Me afastei com a certeza de que nada sairia do programado para nossa cidade e pude confirmar isso. Confio no seu trabalho e agradeço pelo tempo que exerceu o cargo”, salientou.

  O prefeito também comentou sobre o retorno aos trabalhos à frente do Executivo municipal. “É com orgulho que retomo o cargo de prefeito e reafirmo nosso compromisso de continuar trabalhando para o bem da nossa cidade”, disse.

  Jozias agradeceu a confiança durante o período. “Agradeço a confiança em mim depositada e reforço que, como presidente da Câmara, trabalharemos em conjunto nas propostas que foram para o benefício da população”, disse. “Faço um balanço positivo do período que fiquei à frente da Prefeitura e espero ter contribuído na medida do que foi possível”, concluiu.

Ambos agradeceram o trabalho de secretários e servidores do município.

VIAGEM

 Fazendo um balanço da viagem ao Japão, o prefeito ressaltou que está praticamente selada a vinda de uma fábrica de Nori (alga amplamente utilizada na culinária oriental) para Paranaguá. Será a primeira fábrica deste tipo de produto no Brasil.

“Agora vamos apenas tratar dos trâmites burocráticos junto aos ministérios da Agricultura e de Indústria e Comércio”, salientou. “Em agosto teremos a vinda do governador da província de Hyogo nas comemorações de 45 anos de parceria entre Hyogo e o Paraná e, nesta data, já esperamos estar com a papelada toda pronta”, disse.

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

  Atualmente, o Nori consumido no Brasil é praticamente inteiramente importado da Coreia do Sul e da China. O produto japonês, com mais qualidade, terá condições de atender, a partir de Paranaguá, também mercados da América do Sul. “Atenderemos, via exportação, outros países da região, o que pode se tornar um negócio promissor para Paranaguá”, disse.

  Durante a passagem por Awaji, cidade japonesa coirmã de Paranaguá, o prefeito pode conhecer técnicas profissionalizadas de produção de ostra. “Vamos dar o passo inicial para começar a produção em nossa cidade. Eles têm um processo diferente, capaz de deixar a ostra bem maior e mais valorizada no mercado”, disse.

Ainda de acordo com o prefeito, a visita ao Japão serviu para conhecer soluções em áreas como meio ambiente e mobilidade urbana. “Precisamos trabalhar a questão cultural do parnanguara em relação ao lixo, pois é um problema que eles conseguem sanar de modo exemplar. A questão do lixo em nossa cidade deve ser trabalhada em conjunto entre poder público e população”, disse.

“Na área da mobilidade urbana, fiquei impressionado de ver como o japonês usa muito a bicicleta e como há um respeito mútuo no trânsito”, disse. “Sabemos que a administração foi criticada por alguns setores recentemente por ter implantado, mas, olhando cidades como as do Japão, vemos que o uso ordenado e seguro da bicicleta é uma tendência mundial e não temos dúvida de que tomamos uma atitude acertada do ponto de vista coletivo”, encerrou.

O governo japonês vai ajudar Paranaguá num projeto de bosque para a região do Parque Awaji, no Parque São João.

  A partir de agora, os contatos com os empresários e governos japoneses será constante, afim de se estabelecer parcerias comerciais e políticas.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments