Antonina

Prefeitura de Antonina volta a oferecer aulas de futebol em parceria com o Athletico Paranaense

Por Gabriel Santos
26/07/2022 17:58 |
Atualizado em 3 semanas atrás

Na última segunda-feira (25), a prefeitura de Antonina publicou no Diário Oficial dos Municípios do Paraná uma dispensa de solicitação envolvendo a assinatura de um convênio entre a secretaria municipal de Esportes e o clube Athletico Paranaense para o funcionamento do projeto social “Escola Furação”.

A “Escola Furacão” tem a finalidade de ensinar os fundamentos da modalidade, sem caráter de rendimento, buscando alcançar o desenvolvimento integral do indivíduo e a sua formação para o exercício da cidadania e a prática do lazer, de acordo com os princípios previstos na Constituição Federal.

Agora, com a decisão do Poder Executivo, o município voltará a ofertar as aulas de futebol em conjunto com o time curitibano. Os treinos serão gratuitos e atenderão os moradores da cidade capelista entre 3 e 13 anos. Segundo a prefeitura, cada turma será formada por 25 alunos que irão jogar na grama sintética; 30 para jogar no campo de grama natural e 20 para jogar futsal.

Fica sob a competência do município a compra dos materiais esportivos do projeto social, no valor de R$ 4.000, além disso, é de responsabilidade do Executivo disponibilizar um local onde deverá acontecer os treinamentos.

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO
Prefeitura de Antonina volta a oferecer aulas de futebol em parceria com o Athletico Paranaense, JB Litoral - Notícias de Paranaguá, Guaratuba, Morretes, Guaraqueçaba e litoral do Paraná

Também está a cargo da prefeitura a contratação de um professor formado em educação física, um estagiário que auxiliará nas atividades e uma secretária que cuidará das responsabilidades administrativas. Conforme a demanda de alunos inscritos no projeto, novos profissionais serão contratados a fim de atender todas as crianças e jovens.

O JB Litoral procurou a prefeitura de Antonina para mais informações referentes aos dias das aulas, local e como fazer a inscrição, no entanto, até o fechamento da reportagem, não houve resposta da administração pública.