Primeira a ser vacinada no Estado do Paraná é Parnanguara

por Maisy Pires
18/01/2021 21:08 (Última atualização: 19/01/2021)

A parnanguara e enfermeira Lucimar Josiane de Oliveira, 44 anos, foi a primeira paranaense a ser vacinada no Estado do Paraná nesta segunda-feira (18). Após aterrissar no aeroporto internacional Afonso Pena, em São José dos Pinhais, parte das vacinas seguiu para o Hospital do Trabalhador (HT), em Curitiba, onde foram aplicadas em oito profissionais da área de saúde.

Além de Lucimar, dois técnicos de enfermagem, um médico, um fisioterapeuta, um nutricionista, um fonoaudiólogo e um encarregado da higienização foram imunizados.

Em entrevista exclusiva ao JB Litoral, ela falou sobre a importância da imunização. “Primeiro será o pessoal da linha de frente, depois os idosos […]. Mas, com certeza, chegará para todos os paranaenses. Tem que ter a primeira pessoa e, com a Graça de Deus, eu fui a escolhida”.

Trajetória

Lucimar saiu de Paranaguá com sete anos. “Deixei Paranaguá com sete anos e fui para o Vale do Ribeira, no Litoral de São Paulo. A minha trajetória na área hospitalar iniciou lá como auxiliar de serviços gerais. Mas fiz auxiliar de enfermagem, técnico de enfermagem e socorrista”, contou.

Porém, ela queria mais. “Fui para a cidade de Marília, também em São Paulo, fazer faculdade de enfermagem. Ao me formar, meu coração pediu para voltar para o Paraná e fui acolhida no Hospital do Trabalhador. Comecei como bolsista, pois me candidatei para atuar na linha de frente, e hoje sou enfermeira do HT”.

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

Distribuição

As doses serão distribuídas para a Capital e os demais municípios a partir desta terça-feira (19). Até lá, ficarão armazenadas em câmaras frias no Centro de Medicamentos do Paraná (Cemepar), que fará o trabalho de separação para as regionais de Saúde. A 1ª Regional de Saúde de Paranaguá, que atende os sete municípios do Litoral, receberá 2.240 doses.

Das 265.600 doses, 22.720 estão reservadas para a população indígena e 242.880 para profissionais de saúde que atuam diretamente na pandemia, idosos que vivem em asilos e seus cuidadores e pessoas com deficiência severa. Elas serão aplicadas em 126 mil pessoas, sendo a maior parte profissionais da saúde: 102.959.

Serão distribuídas 132.300 doses na primeira etapa no Paraná – são duas doses por pessoa. As demais ficarão armazenadas no Cemepar até o intervalo ideal da Coronavac, de três semanas (21 dias), para garantir a segurança e o controle de temperatura.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments