JB Gente

PSDB do Paraná escolhe Eduardo Leite nas prévias para disputar a presidência e “escanteia” João Doria

Por Maximilian Santos
20/09/2021 12:55 |
Atualizado em 17:54

Um dos estados importantes para João Doria nas prévias partidárias do PSDB na busca de sua nomeação como candidato do partido para a presidência da República era o Paraná, que mantém há anos um forte reduto tucano. O atual governador de São Paulo esteve em Curitiba no dia 13 de agosto, participou de ato no Hotel Bourbon ao lado do ex-governador Beto Richa e foi recebido e homenageado pelo prefeito da capital, Rafael Greca de Macedo. Como “tacada de agrado”, Doria ainda disponibilizou doses da vacina contra à Covid-19, produzidas pelo Instituto Butantan, para o estado vizinho.

Mas, nada disso foi suficiente! O presidente da sigla no Paraná, deputado estadual Paulo Litro, anunciou no último sábado (18) que o diretório estadual irá apoiar totalmente, sem qualquer dúvida, o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, como candidato à presidência nas prévias, que deverão ocorrer no dia 21 de novembro. A decisão foi divulgada por meio de coletiva de imprensa na cidade de Francisco Beltrão, após uma reunião com os principais nomes do partido, como o próprio ex-governador Beto Richa (amigo próximo de João Doria), o deputado federal Valdir Rossoni, o deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, Ademar Traiano, entre outros.

Doria perde nas prévias nos três estados do Sul para Eduardo Leite

Como automaticamente o PSDB do Rio Grande do Sul irá apoiar o nome do governador do estado, Eduardo Leite, nas prévias, o anúncio da preferência da sigla no Paraná colocou os três diretórios estaduais da região Sul em apoio ao jovem, descartando João Doria em uma das mais importantes regiões tucanas no País. No final do mês de agosto, lideranças do PSDB catarinense estiveram em Porto Alegre (RS) e anunciaram também apoio para Eduardo Leite nas prévias, em encontro registrado no Palácio Piratini, sede do governo gaúcho. Com isso, a possibilidade de João Doria disputar a presidência da República pelo PSDB, fica muito mais difícil.