STJD elimina J.Malucelli e coloca Rio Branco nas quartas do Paranaense

por Redação JB Litoral
07/04/2017 12:15 (Última atualização: 07/04/2017)

Getterson: atacante foi escalado de forma irregular pelo J.Malucelli (foto: Geraldo Bubniak)

O J.Malucelli foi eliminado do Campeonato Paranaense 2017. A vaga dele nas quartas de final será ocupada pelo Rio Branco. A decisão foi tomada nessa quinta-feira (dia 6) à tarde, em julgamento no Pleno (instância máxima) do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), no Rio de Janeiro. As demais partidas das quartas de final seguirão normalmente. O único jogo anulado do mata-mata foi a vitória do J.Malucelli por 3 a 1 sobre o Londrina, no último domingo.

No entanto, o STJD não deixou claro quem será rebaixado, se o J.Malucelli ou o Toledo. Caberá à Federação Paranaense de Futebol determinar essa questão. O Toledo terminou em 11º lugar a primeira fase, com oito pontos. Clique aqui para ver a classificação (sem considerar a perda de 16 pontos do J.Malucelli).

“O Toledo não será rebaixado. Está bem claro”, afirmou o advogado Nixon Fiori, do Toledo, interpretando que o J.Malucelli está rebaixado.

O J.Malucelli somou 19 pontos dentro de campo na primeira fase e terminou em 4º lugar. No entanto, acabou perdendo 16 pontos por escalar o atacante Getterson de forma irregular. O Rio Branco foi o 9º colocado da primeira fase. Pelo regulamento, os oito primeiros se classificam para as quartas.

No primeiro julgamento no Tribunal de Justiça Desportiva do Paraná (TJD-PR), o J.Malucelli foi punido com a perda de 16 pontos, pela escalação do atacante Getterson em três partidas. O jogador não estaria registrado no BID da CBF, segundo a procuradoria do TJD-PR. No segundo julgamento, o clube conseguiu recuperar os 16 pontos. A procuradoria recorreu e levou o caso para o STJD, no Rio de Janeiro.

Agora, três dos confrontos das quartas de final (Atlético x Paraná, Coritiba x Cascavel e Cianorte x Prudentópolis) seguem normalmente, com as partidas de volta no próximo fim de semana. Já o duelo entre Rio Branco e Londrina terá duas partidas (ida e volta), com datas ainda não definidas pela Federação Paranaense de Futebol.
 

JULGAMENTO 

A procuradoria do STJD defendeu no julgamento dessa quinta-feira que o J.Malucelli errou ao escalar o atacante Getterson e que o clube tinha que ser punido. O clube foi denunciado no artigo 214 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que se refere a“incluir na equipe, ou fazer constar na súmula ou documento equivalente, atleta em situação irregular para participar de partida, prova ou equivalente”.

A defesa do J.Malucelli alegou que Getterson estava em condição regular, porque voltou de empréstimo para o clube em janeiro, antes do início do Paranaense.

O relator do processo no STJD, o auditor Paulo Salomão Filho, votou pela eliminação do J.Malucelli e pela entrada do Rio Branco nas quartas de final, enfrentando o Londrina. Para ele, os demais jogos do mata-mata não devem ser alterados. Ele não se posicionou sobre o rebaixamento.

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

Os cinco demais auditores do Pleno do STJD concordaram com o relator e a votação foi unânime.
 

AS QUARTAS DE FINAL DO PARANAENSE

Jogos de ida, disputados no último domingo

Atlético 1 x 0 Paraná
Cascavel 0 x 5 Coritiba
Prudentópolis 0 x 2 Cianorte
Londrina 1 x 3 J.Malucelli*
*jogo anulado pelo STJD

 

COMO PODERIAM SER AS QUARTAS

Se o J.Malucelli tivesse perdido 16 pontos na 1ª fase, como ficariam os duelos do mata-mata
Paraná x Rio Branco
Atlético x Coritiba
Cianorte x Cascavel
Londrina x Prudentópolis

 

Fonte – Bem Paraná

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments