Suspeito de latrocínio na Ilha do Superagui é preso pela Patrulha Costeira

por Redação JB Litoral
19/01/2020 23:07 (Última atualização: 02/03/2020)

Policiais militares do 9º Batalhão prenderam, na manhã de domingo, 19, um homem de 37 anos, suspeito de envolvimento na morte de Edimilson Castanho Cunha, de 46 anos, que foi vítima de latrocínio (roubo seguido de morte) na Ilha do Superagui, na Baía de Paranaguá.

A ação policial teve início após informações repassadas para o 9º Batalhão sobre um homicídio ocorrido na comunidade de pescadores, durante a madrugada. Imediatamente policiais militares da 1ª Companhia e da Patrulha Costeira se deslocaram para atendimento à ocorrência.

Na averiguação, foi constatado que Edimilson foi vítima de latrocínio, quando recebeu golpes de porrete (estiva de barco) na região da cabeça, causando afundamento de crânio.

Por ocasião do deslocamento aquático, a guarnição foi informada, por intermédio de dados verificados pela Agência de Inteligência do 9° BPM, que o provável suspeito se deslocava em uma embarcação “táxi náutico” e que possuía em seu desfavor mandados de prisão em aberto pelo crime de roubo.

Após abordar algumas embarcações próximas à Ilha das Cobras, a Patrulha Costeira localizou o suspeito, de 37 anos, que recebeu voz de prisão e foi conduzido ao plantão da 1ª Subdivisão Policial de Paranaguá.

A Patrulha Costeira, também, deu apoio na condução dos peritos do Instituto de Criminalística, que transladaram o corpo de Edimilson até o Instituto Médico Legal (IML), em Paranaguá, para exames complementares. Uma equipe do Corpo de Bombeiros se deslocou em atendimento à ocorrência.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments