Veículo usado em duplo homicídio é encontrado abandonado

por Redação JB Litoral
11/01/2021 20:06 (Última atualização: 11/01/2021)

Policiais militares do 9º Batalhão localizaram, na manhã desta segunda-feira, 11, um veículo que tinha sido usado em um duplo homicídio ocorrido durante a madrugada na Vila São Vicente, na cidade de Paranaguá. O automóvel, um Fiat Uno azul, com placas de Lages, Santa Catarina, foi localizado abandonado em um terreno desocupado, nas imediações do Conjunto Belmar, no Parque São João.

Equipes da Guarda Civil Municipal também se deslocaram ao local do achado, mas não foram encontradas pistas que pudessem levar a suspeitos. O carro foi recolhido pela PM e entregue na Delegacia Cidadã, que investiga o duplo homicídio, o qual ocorreu pouco depois da meia noite, na Rua Domingos Peneda, próximo a pista de skate do bairro.

Na ocasião, Joana Marion Neves dos Santos, de 24 anos; Juciney José Gonçalves, 50, e Tassio José Machado Cordeiro, de 31, estavam em um ponto de ônibus, quando o Fiat Uno parou em frente. Um dos ocupantes desceu do veículo e atirou contra as vítimas. Em seguida, o automóvel saiu e disparada, em direção à área central.

A Polícia Militar foi acionada na sequência e, ao chegar no local, verificou que Joana, que estava grávida, foi alvejada por vários disparos, entrando em óbito no local, juntamente com o bebê. Juciney ainda conseguiu correr por vários metros e caiu ferido no interior de um estabelecimento comercial. Ele foi atendido pelo Samu e conduzido ao Hospital Regional do Litoral, mas não resistiu aos ferimentos, entrando em óbito momentos depois de chegar na unidade de saúde.

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

Veículo usado em duplo homicídio é encontrado abandonado 2

Tassio, que foi alvejado com um tiro no braço, conseguiu se esconder em uma residência na região. Ele também foi atendido por uma equipe do Samu e encaminhado ao hospital. Durante a averiguação no local do crime, os policiais localizaram sete estojos de munição calibre 380, os quais foram recolhidos e entregues ao perito criminal.

Uma equipe da Polícia Civil também esteve no local, colhendo informações para dar rumo às diligências e os corpos das vítimas foram recolhidos pelo Instituto Médico Legal (IML) para exames complementares.

A suspeita é que o alvo dos assassinos seria Tassio, o qual, em novembro do ano passado já havia escapado de um atentado a tiros no Jardim Ouro Fino. Na ocasião, a mãe dele, de 72 anos, foi ferida com um tiro na perna.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments