Paranaguá

Central de Libras Bruna Pivato é reinaugurada em Paranaguá

População surda de Paranaguá conta com serviço de intérprete para ter acesso e atendimento a órgãos públicos, de saúde, jurídicos e outros mais
Por Denise Becker
05/08/2022 10:46 |
Atualizado em 1 semana atrás

A população com deficiência auditiva em Paranaguá conta com a Central de Intérpretes da Língua Brasileira de Sinais (Libras). A Central de Libras Bruna Pivato foi inaugurada em agosto (1), agora, em novo espaço, localizado na rua XV de Novembro, Centro Histórico. O horário de atendimento é das 8h às 12h e das 13h às 17h. Nos últimos 8 meses, o espaço estava funcionando em anexo à Secretaria Municipal de Assistência Social (SEMAS).

Toda pessoa surda terá à disposição intérpretes. É o que diz a secretária de Assistência Social, Ana Paula Falanga. “Eles serão a voz dessa pessoa para tratar de assuntos como matrícula dos filhos, no INSS, assim como outros lugares, fazendo a mediação no diálogo”, afirma.

A acessibilidade na comunicação de pessoas surdas junto aos órgãos públicos de Paranaguá é garantida por lei municipal nº 4032/2021, de autoria de Isabelle Dias, primeira vereadora surda eleita na história da cidade.

A cerimônia de entrega da nova Central de Libras Bruna Pivato ficou por conta da Prefeitura de Paranaguá, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social. O nome do novo espaço presta uma homenagem à  servidora municipal defensora da comunidade surda que veio a falecer de anemia falciforme, em 2015.

A reinauguração foi acompanhada pelo prefeito Marcelo Roque, o senador Flávio Arns, servidores municipais e, ainda, contou com a presença do pai da homenageada, Antonio da Mata e Silva. “Ela queria ajudar outros surdos a terem o mesmo que ela teve, e hoje nós vemos isso acontecendo”, disse.

Para o prefeito Marcelo Roque, “a inclusão social é muito importante e fico feliz de ser o prefeito que promove a inclusão. A nossa administração contribui com escolas especiais e outros setores que atuam nesta área”, pontua.

A diretora da Escola de Surdos do Litoral, Fátima Gonçalves, explica que a retomada da Central de Libras é um sonho realizado, um diferencial pois “vai garantir profissionais para dar acessibilidade linguística com tradutores e intérpretes. Assim, todo surdo que tem uma demanda jurídica, no setor de saúde ou outro serviço, vai conseguir agendar um intérprete na Central”.

A cerimônia foi acompanhada por vereadores, secretarias, intérpretes de Libras e familiares da Bruna Pivato. O prefeito Marcelo Roque também anunciou que, em pouco tempo, o município terá outro projeto de inclusão. “Recebi o senador Flávio Arns que veio até Paranaguá para viabilizar alguns projetos e conhecer o nosso trabalho de inclusão. Em breve teremos a Eco Terapia no município, com a ajuda do Senador”.