Mais de 6 mil toneladas de fubá são embarcadas pelo Porto de Paranaguá

por Redação JB Litoral
03/03/2021 17:09 (Última atualização: 04/03/2021)

Fonte: Portos do Paraná

Um novo lote de 6.180 toneladas de fubá é embarcado pelo Porto de Paranaguá, esta semana. São 247.200 sacas, de 25 quilos cada, que têm como destino o Porto de Matadi, na República Democrática do Congo. Esta é a segunda operação de embarque da farinha de milho nessa modalidade, conhecida como break bulk ou carga geral.

“O Porto de Paranaguá é reconhecido pela qualidade dos operadores e da mão de obra que trabalham com o segmento de carga geral, em que a mercadoria é transportada solta ou em fardos, direto no porão de navio”, destaca o diretor-presidente da Portos do Paraná, Luiz Fernando Garcia.

Segundo ele, produtos alimentícios como o fubá geralmente são exportados em contêineres por Paranaguá. “Por isso, chama a atenção quando o embarque é realizado nessa outra modalidade. No ano passado, no final de março, fizemos o primeiro embarque de fubá e, pelo jeito, abriu-se um novo mercado”, completa Garcia.

Mais de 6 mil toneladas de fubá são embarcadas pelo Porto de Paranaguá 1
Foto: Claudio Neves/Portos do Paraná

Operação

A empresa responsável pelo carregamento no Porto de Paranaguá é a Marcon. De acordo com o diretor comercial, Patrick Ferreira Tavares, o fubá embarcado veio de Rio Verde (Goiás) e Apucarana (Paraná).

A operação anterior, em 2020, abriu mercado não apenas para o fubá na modalidade break bulk, como também para o embarque de outros produtos alimentícios que geralmente são exportados em contêineres, como feijão em saca, por exemplo, sobre o qual já fomos consultados”, disse Tavares.

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

Segundo ele, os efeitos da pandemia no preço dos fretes em contêineres para o embarque desses alimentos é o que tem feito alguns exportadores migrarem para o embarque direto no porão do navio. “A modalidade movimenta uma infraestrutura enorme na cidade e gera mais empregos e renda, pois exige mais mão-de-obra”, explica o diretor.

Navio

Além do fubá, o navio Sun Aquamarine também levará 22.800 toneladas de açúcar – em 456.000 sacas de 50 quilos cada. O produto tem origem no Estado de São Paulo e vai para o mesmo importador africano.

Contêineres

Em 2020, a Marcon exportou 8 mil contêineres carregados de feijão pelo Porto de Paranaguá. De Fubá, a empresa embarcou 2.316 unidades, em 2020, e 78 já este ano.

“Seguimos exportando o fubá e outros produtos alimentícios, em sacas, nos contêineres. No caso da farinha de milho, é um produto que movimenta todos os meses, o ano todo”, afirma Patrick.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments