“Se quiser me matar, pode matar”, diz Zé da Ecler sobre a criação de auditorias nas secretarias

por Redação JB Litoral
11/01/2021 00:59 (Última atualização: 11/01/2021)

Zé da Ecler assumiu a prefeitura e no dia 4 de janeiro fez uma live criticando a gestão anterior e o legado deixado. Foto/Reprodução/Facebook

Por Marinna Protasiewytch

Recém empossado, o prefeito de Matinhos, José Carlos do Espírito Santo (PODE), o Zé da Ecler, falou em live, no dia 4 de janeiro, que irá tomar providências para que sejam investigadas possíveis irregularidades no executivo municipal. O político iniciou comentando a respeito do descaso que, segundo ele, foi encontrado no prédio da prefeitura, com cadeiras quebradas e salas trancadas sem que as chaves fossem entregues.

“Entramos agora neste momento, está tudo bagunçado. Tem uma equipe aqui, o Tonico, João e a equipe deles, além do Paulinho que é o nosso futuro secretário de Saúde, estão se batendo porque não tem nem onde sentar. Vamos pedir para que seja feita uma auditoria aqui em Matinhos, tem muitas coisas, caminhões na garagem tudo sem uso, tudo parado”, ressaltou Zé da Ecler.

No entanto, uma das denúncias que mais impactaram foi a de que a Secretaria de Assistência Social, antes comandada por Sandra Rodrigues Oliveira, estaria com um estoque de comida estragada que não foi entregue para a população. “Depósitos de comida refrigerada, carne e essas coisas, vencendo, tudo bagunçado. Nós fomos ver a questão da assistência social, e não é um quilo, são uns mil quilos. A situação lá é assim ‘essa aqui venceu, vai’, e eu pergunto: como assim venceu, um monte de gente passando fome e aqui a comida estragando? Esse é só um dos detalhes”, destacou o prefeito durante a live.

“Se quiser me matar, pode matar”, diz Zé da Ecler sobre a criação de auditorias nas secretarias 1
Eunice Viganó Dalmora é ex-secretária de Assistência Social de Matinhos e esposa do ex-prefeito Eduardo Dalmora. Foto/Reprodução/Facebook

Zé da Ecler foi mais duro e se referiu ao trabalho da ex-secretária Eunice Viganó Dalmora, que foi exonerada do cargo em abril de 2020. Ela é esposa do ex-prefeito da cidade, Eduardo Dalmora, que perdeu a eleição do ano passado, quando foi candidato à prefeitura mais uma vez.

Se tivesse indo bem a Secretaria de Assistência Social, mas uma secretária ficar onze anos, eu nunca vi isso na minha vida. Só em Matinhos! Não estou apontando o dedo, mas é verdade, tem que seguir a linha da verdade. Onze anos e alguns meses, a mesma secretária de Assistência Social. A cesta básica, não só vai continuar, mas vai ter que melhorar. Por isso a nova secretária de Assistência Social será a Nelly Ramos de Lima, esposa do Fernando de Lima, que se absteve de um cargo [de vereador] para lutar para que eu fosse eleito”, explicou.

NOVA SECRETÁRIA

Nelly Lima é professora em Matinhos e vai assumir a pasta, na gestão, para o quadriênio 2021/2024. Seu primeiro desafio será enfrentar o que o prefeito chamou de bagunça na parte de distribuição de cestas básicas, um dos principais projetos do município no assistencialismo público.

“Eu levo vocês, lá no barracão, cheio de carne vencida, isso é administrar mal. Tudo bagunçado… Lá no cemitério, não vou nem falar. Pelo amor de Deus, onze anos em uma secretaria, temos que mudar literalmente. Estamos dando uma geral, e na Secretaria de Assistência Social também faremos uma correição [processo de correção], uma auditoria, lá na vai ficar para trás. E não adianta dizer ‘Ah vou matar o Zé’, se quiser matar, pode matar, mas vai sair igual a auditoria”, concluiu o prefeito.

A equipe do JB Litoral tentou entrar em contato com a ex-secretária de Assistência Social de Matinhos, Eunice Viganó Dalmora, mas até o fechamento desta reportagem não obteve sucesso. Segundo apurado pela reportagem, a esposa do ex-prefeito entrou na Secretaria de Assistência Social, no cargo de secretária Municipal da Criança e Desenvolvimento Social, em janeiro de 2009, conforme publicação do decreto 056/2009.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments