Destaques

Associação de Moradores distribuirá roupas e cobertores no Portinho e Graciosa

Por Redação JB Litoral
17/09/2014 22:18 |
Atualizado em 22:18

Sociedade civil de caráter filantrópico e assistencial, sem fins lucrativos, a Associação de Moradores da Graciosa de Cima, Graciosa de Baixo e Portinho, realiza neste mês sua quarta ação social de doação para famílias carentes cadastradas na entidade. 

De acordo com o presidente da Associação, o líder comunitário, Olgair Fernandes, 2.400 pessoas serão beneficiadas com a entrega de cobertores e roupas, doadas pelo Programa do Voluntariado Paranaense (Provopar) do Governo do Estado, que doou 1.200 cobertores e 2.400 peças de roupas.

A Associação de Moradores que, desde março de 1990, possui a condição de Utilidade Pública, conquistada através da Lei Municipal nº 7/90, sancionada pelo prefeito Leopoldino de Abreu Neto, distribuirá as roupas e os cobertores aos moradores dos bairros Graciosa de Cima, Graciosa de Baixo e Portinho. Segundo Olgair Fernandes, já existe um cadastro de famílias na entidade, mas que está sendo renovado e substituído por pessoas que realmente estão precisando de atendimento.

Está é terceira ação doação deste ano, duas foram feitas em parceria com a Provopar do Paraná e uma através da Associação com arrecadação obtida junto aos empresários da cidade. Satisfeito por ver seu trabalho dando resultado positivo para comunidade, o presidente Olgair agradeceu a todos que contribuíram com esta campanha de doação, em especial o Governo do Estado, Provopar e a Ação Social, além de todos que estão envolvidos neste trabalho voluntário.

Curso de Panificação

A reportagem do JB que registrou a “montanha” de cobertores e roupas na sede da Associação, constatou ainda o andamento do Curso de Panificação que estava em execução na cozinha da entidade. De acordo com Olgair, o curso iniciou no dia 1º e encerrou na última sexta-feira (5) e formou 40 novos profissionais de padaria, sendo que a maioria desses são mulheres.

O curso é fruto de uma parceria da prefeitura de Antonina, Associação de Moradores e o SENAI, que cedeu a professora para ministrar o curso realizado em dois períodos, com 20 pessoas pela manhã e outras 20 a tarde. O presidente Olgair ressaltou que já foram realizados pela Associação curso de artesanato de bambu e corte e costura, este último com a participação de 40 mulheres que, hoje, estão gerando renda e contribuído com o orçamento familiar. “Estamos procurando qualificar nossos moradores para que possam ajudar nas despesas de casa com uma opção de trabalho”, disse Olgair.