Feira da Lua completa um ano de sucesso em Paranaguá


Por Redação JB Litoral Publicado 10/02/2015 às 06h00 Atualizado 14/02/2024 às 05h49

No dia 4 de fevereiro do ano passado, a Prefeitura investia na ideia de revitalizar um espaço público – no caso, a Praça dos Leões, no centro da cidade – realizando uma feira noturna que fosse atrativa para o feirante – dando prioridade aos produtores das colônias da cidade – e para as famílias parnanguaras. Nascia ali a primeira edição da Feira da Lua da Praça dos Leões, que acontece todas as terças-feiras e que acaba de completar um ano. Na primeira noite, a Feira contava com apenas 15 barracas. Hoje, são 64 barracas apenas na Praça dos Leões.

O pedido para que se fizesse uma feira noturna na Praça foi do próprio prefeito Edison Kersten e a coordenação do trabalho ficou com a Semapa (Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento), sob a orientação da então secretária da pasta, Cintia Maria Lopes dos Santos.

A variada opção de alimentos frescos, verduras, frutas e artesanato movimentaram o espaço, dando uso social a uma praça que estava antes abandonada. “A ideia era de que pudéssemos pegar um espaço que estava abandonado e entregá-lo novamente às famílias. E deu certo. Hoje vemos que a Feira da Lua é um grande sucesso”, disse o prefeito Edison Kersten.

Atualmente, a Prefeitura oferta a estrutura para que a Feira aconteça, incluindo a coordenação e 10 assistentes da Semapa trabalhando diretamente no evento, além das secretarias de Meio Ambiente, Serviços Urbanos, Segurança, Saúde, dentre outras.

Saúde

Com o objetivo de assegurar a higiene e garantir a saúde dos alimentos consumidos na Feira da Lua, a Vigilância Sanitária municipal – órgão ligado à Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), faz capacitação com os feirantes (100 deles já passaram pelo treinamento em manipulação de alimentos) e faz a fiscalização na casa dos responsáveis pelas barracas.

Segundo explica Tayana Galvão, diretora da Vigilância Sanitária de Paranaguá, “escolhemos fazer a fiscalização intensiva na casa porque a maior parte dos produtos vendidos já chegam à Feira pré-cozidos ou prontos para o consumo, então é na casa onde ocorre a manipulação deste alimento e é ali onde é necessário ter um cuidado maior quanto à contaminação destes produtos”.

Outras Feiras da Lua

O sucesso da Feira da Lua foi tão grande que a Prefeitura investiu em realizá-la em outros locais da cidade, em outros dias da semana. Em outubro, o prefeito Edison Kersten inaugurou a Feira da Lua do Aeroparque, que acontece toda quinta-feira, e que já começou com 70 barracas e mais de 3 mil pessoas – maior que a edição da Praça dos Leões.

Outra feira foi criada na Ilha dos Valadares. Acontece toda quarta-feira na Praça Ciro Abalém e dá oportunidade para 33 famílias chefiadas por mulheres e residentes na própria Ilha. Somadas, as Feiras da Lua da Praça dos Leões, do Aeroparque e da Ilha dos Valadares abrigam 170 barracas.

Além disso, às quartas-feiras, a Prefeitura ainda realiza feiras em Nova Brasília e Encantadas, na Ilha do Mel. Nas sextas-feiras, o Festival Rural traz uma variada opção de produtos para quem passa pela praça Fernando Amaro. Aos sábados acontece a Feirinha da Catedral, nos fundos da igreja Matriz, no Cento Histórico, das 7 às 12h. No mesmo horário, no domingo acontece a Feira dos Produtores, na Vila dos Comerciários, próximo ao Corpo de Bombeiros, no Conjunto Nilson Neves.