Morretes Chef 2020 acontece de forma on-line, mas continua contribuindo com a economia local

por Luiza Rampelotti
07/09/2020 12:48 (Última atualização: 07/09/2020)

Os chefs Lênin Palhano e Celso Freire no Morretes Chef. Foto - Guto Souza

Durante o mês inteiro de setembro, acontece o Morretes Chef 2020 on-line, onde as pessoas poderão abrir as portas de sua casa para ter contato com a alta gastronomia, conhecer ingredientes com referências da produção local de Morretes e, quem sabe, aprender a cozinhar como um verdadeiro Chef de Cozinha.

Neste ano, o evento, que já se tornou tradicional na cidade, acontece de forma virtual devido à pandemia do coronavírus, que impediu a aglomeração de pessoas. Especialmente nesta edição de 2020, realizada em parceria com a cerveja Stella Artois, estão sendo lançados quatro programas, um a cada final de semana de setembro, com exclusividade nas mídias sociais do Morretes Chef. Eles contam com a presença do curador do evento, chef Celso Freire e a participação de outro chef que fará uma entrada e um prato principal, ensinando todo o passo a passo das receitas.

Porém, nas duas edições anteriores, em 2018 e 2019, chefs de destaque no Paraná participaram de forma presencial, criando pratos exclusivos utilizando ingredientes locais. Naqueles anos, os pratos foram elaborados e servidos em restaurantes selecionados do município, que chegaram a receber mais de 100 mil pessoas.

Hoje, apesar de o Morretes Chef estar sendo transmitido via internet, os estabelecimentos gastronômicos já estão abertos seguindo as normas de higiene e segurança para bem atender seus clientes.

Evento contribui com a economia local

Neste primeiro final de semana, o programa lançado no domingo (06) teve a participação da chef Joy Perini, que ensinou a fazer a receita de “Bolinho de Siri Amarelo Azul” na entrada e, como prato principal, o tradicional “Lambe Lambe”. Os próximos vídeos terão a participação dos chefs Lenin Palhano, Délio Canabrava e Marcelo Amaral, e estão sendo disponibilizados no perfil do Instagram @morreteschef.

Chefe: Lênin Palhano
Entrada: Camarão com palmito pupunha, limão rosa e ervilha torta. Prato principal: Peixe grelhado com iogurte fresco e cenoura, guarnecido com farofa de Morretes. Fotos/Pablo Contreras e Guto Souza

Segundo o curador do evento, Celso Freire, as receitas irão permanecer nas redes sociais e, durante este mês, os ingredientes poderão ser comprados em forma de kits. “Essas deliciosas receitas com ingredientes de Morretes matam um pouco da saudade dessa cidade fantástica e também contribuem com a economia local”, comenta.

Para quem quiser levar os sabores e aromas das receitas para a própria cozinha, a Plataforma The Market estará comercializando os ingredientes em forma de kits, já divididos em porções, com a indicação da ordem de preparo, facilitando a vida dos amantes da gastronomia.

Além disso, neste mês, também é possível aproveitar os pratos do evento nos restaurantes participantes, que estão servindo o menu: Entrada + Prato Principal + Café TRES por R$ 53. A cidade já está recebendo os turistas, mas, para visitar o município, é necessário se cadastrar no site www.morretesdestinocerto.com.br/home/ e gerar um QR Code, com validade de um dia, que deverá ser apresentado em todos os locais por onde passar.

Chefe Marcelo Amaral
Entrada: Barreadinho de Canoa – Barreado de pescado do dia sobre tostones de banana da terra. 
Prato principal: Shaolin do Porto de Cima – Camarões salteados com gengibre e molho agridoce picante de maná-cubiu. Fotos/Pablo Contreras e Guto Souza

Restaurantes participantes

Restaurante Casa do Rio; Pousada e Restaurante Hakuna Matata; Restaurante e Hotel Nhundiaquara; Restaurante Bistrô da Vila; Restaurante Casarão; Restaurante Madalozo e Restaurante Ponte Velha.

Nas duas edições anteriores, mais de 100 mil pessoas passaram pelos estabelecimentos e puderam aproveitar os pratos criados pelos 22 renomados chefs paranaenses que já participaram do Morretes Chef. Somente em 2019, o evento trouxe mais de 19% de aumento no faturamento dos restaurantes.

O evento também proporcionou um crescimento de vendas de passeios turísticos, bem como dos produtos de agroflorestal para os restaurantes, reduzindo o impacto ambiental e promovendo o desenvolvimento sustentável da região.

Chefe Joy Perini
Entrada: Bolinho de Siri Amarelo Azul, servido com folhas não convencionais.
Prato Principal: Lambe lambe, tradicional prato caiçara com camarões e lula. Fotos/Pablo Contreras e Guto Souza

Com informações da TIPCOMM

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments