Diretor-presidente comenta aniversário de 85 anos do Porto de Paranaguá

por Luiza Rampelotti
17/03/2020 16:14 (Última atualização: 17/03/2020)

(Foto/Luiz Felipe Alves/JB Litoral)

O Porto de Paranaguá comemora nesta terça-feira (17) seu 85º aniversário, mas, antes de ser porto, o terminal da cidade era apenas um atracadouro que recebia as mercadorias às margens do Rio Itiberê, desde 1840, sob gestão de empresas particulares. Ele foi batizado de Dom Pedro II, em 1873, em homenagem ao Imperador do Brasil. Ele próprio visitou a estrutura em 1880.

Seguindo nessa linha do tempo, em 1885, o Porto de Paranaguá foi estabelecido como o marco zero para a linha férrea que atravessaria a Serra do Mar até a Capital. Em 17 de março de 1935, com a atracação do navio “Almirante Saldanha”, foi oficialmente inaugurado.

Além de referência no comércio exterior do país e do Estado, ao longo dessa história, o porto Dom Pedro II tem, também, uma grande importância social. Isso porque foi a porta de entrada para os primeiros imigrantes que povoaram o Paraná.

Atualmente, com capacidade de movimentação de todos os tipos de carga, os terminais são competitivos e oferecem as melhores soluções de negócios para o atendimento aos mercados nacional e internacional. Considerando os números de 2019, o porto movimentou 20,23 milhões de toneladas, confirmando recorde nas exportações de grãos.

Em seu 85º aniversário, ele mantém o desempenho que o coloca entre os portos mais importantes da América Latina e o segundo maior do Brasil. O desafio para o futuro é melhorar a relação com a comunidade e contribuir ainda mais para o desenvolvimento do litoral do Estado.

O JB Litoral entrevistou o diretor-presidente da empresa pública Portos do Paraná, que administra o Porto de Paranaguá, Luiz Fernando Garcia da Silva, para falar sobre a data e sobre o futuro.

JB Litoral – Já são 85 anos de existência em Paranaguá, e o que o agronegócio, exportadores, importadores e a comunidade portuária podem esperar da diretoria da Portos do Paraná em 2020?

Luiz Fernando Garcia – 2020 deve ser um ano difícil, que exigirá muito trabalho e compromisso. A administração portuária continuará dando o suporte necessário, com a manutenção tanto dos investimentos previstos quanto da transparência nas relações com operadores e usuários, com regras claras e gestão eficiente.

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

JB Litoral – Quais os presentes que o porto deve receber ainda neste ano?

Luiz Fernando Garcia – Em 2020, ficará pronta a expansão do cais leste, com ampliação do berço de atracação 201 e modernização dos berços 201 e 202. No mar, novas campanhas de dragagem já estão programadas para os próximos cinco anos e a contratação da derrocagem vai permitir a explosão de pedras que são obstáculos para a navegação na entrada do Porto de Paranaguá. A previsão de investimentos até 2022 é de R$ 612 milhões.

JB Litoral – 2019 foi um ano de estreia na diretoria dos portos e, também, houve recorde na movimentação. Qual a estimativa para este ano e quais produtos deverão aquecer a balança comercial?

Luiz Fernando Garcia – Tivemos um início de ano turbulento, com impactos econômicos do novo coronavírus, alterações no preço do petróleo e alta do dólar. A movimentação nos Portos do Paraná teve leve alta no primeiro bimestre, mas é cedo para fazer previsões. O câmbio tem reflexo direto na rentabilidade dos exportadores e também nos custos das mercadorias importadas no Brasil. Ainda é preciso esperar algum tempo para analisar o efeito sobre o comércio externo.

JB Litoral – Qual a orientação dada pelo governador Ratinho Junior para que o Porto de Paranaguá continue sendo o pulão do Paraná?

Luiz Fernando Garcia – Uma das maiores preocupações do Governo do Estado é o desenvolvimento sustentável do litoral, para moradores e turistas. Temos um pacote de investimentos projetados para essa região nos próximos anos, em todas as cidades, e uma das iniciativas mais urgentes é a dos trapiches. A ideia é que o porto olhe para o mar, para os negócios, e também para a terra, a população litorânea. O governador também determinou que a Portos do Paraná mantenha os investimentos em obras de acesso e em melhorias para a cidade de Paranaguá.

JB Litoral – Qual a sua mensagem para todos os portuários e parnanguaras que comemoram os 85 anos do porto?

Luiz Fernando Garcia – Gostaria de agradecer a todos que tornaram o Porto de Paranaguá uma referência em eficiência e sustentabilidade, aos que hoje integram nosso quadro de funcionários e também a cada pessoa que trabalhou no porto ao longo destes 85 anos. A qualidade do corpo técnico dos portos paranaenses é reconhecida em todo o mundo. Além disso, agradeço aos usuários, empresários, operadores e armadores, por acreditar em Paranaguá e ajudar a construir esta história de sucesso.

Matérias relacionadas

Diretor-presidente comenta aniversário de 85 anos do Porto de Paranaguá 2
Foto: Claudio Neves/AEN

Porto de Paranaguá foi oficialmente inaugurado em 17 de março de 1935, com a atracação do navio “Almirante Saldanha”