Em meio à quarentena vendas de churrasqueira elétrica dispara

por Redação
02/03/2021 19:12 (Última atualização: 02/03/2021)

Foto/Freepik premium.

Por Jhonata Silva

A churrascada entre família e amigos é um dos programas preferidos pelos brasileiros. Mas, com a pandemia da Covid-19 e a necessidade do distanciamento social, os churrascos aos finais de semana e feriados ficaram mais enxutos.

Com isso, o segmento de churrasqueira elétrica disparou. As vendas destes acessórios cresceram na pandemia.

Isso porque, muita gente optou por reunir poucas pessoas para o tradicional churrasco. Também cresceu o número de pessoas que passaram a fazer churrascos em varandas de apartamentos, por exemplo.

Assim, a churrasqueira elétrica é uma das “queridinhas” da quarentena.

Churrasqueira elétrica: vendas disparam 70% no Paraná

No Paraná, por exemplo, de acordo com o Google Trends, as vendas de churrasqueira elétrica cresceram cerca de 70% durante o início do mês de dezembro de 2020. Isto, na comparação com o mesmo mês do ano anterior.

A quarentena e a de confraternizações nas festas de final de ano contribuíram para o crescimento de vendas deste eletro. Com festas de Natal e Ano Novo mais restritas, a solução criativa para não deixar de comemorar foi a reunião de poucas pessoas. A churrasqueira elétrica, então, passou a ser algo fundamental nestes eventos menores.

Fabricantes revelam que vendas dispararam

A fabricante Mondial revelou que durante o ano de 2020, as vendas de churrasqueiras elétricas cresceram 312%. O índice é comparado com o ano anterior.

Enquanto isso, o Grupo Britânia – que detém as marcas Philco e Britânia – também afirmou que a venda de churrasqueira elétrica disparou na quarentena. A empresa revelou que o eletrodoméstico apresentou alta nas vendas de 30% no segundo trimestre de 2020 em relação aos seis meses anteriores (outubro a dezembro de 2020 e janeiro a março de 2020).

Para os especialistas, o disparo nas vendas tem, realmente, relação com a mudança nos hábitos diante do distanciamento social imposto pela pandemia.

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

A professora e pesquisadora na área de Estratégia e Marketing na Fundação Dom Cabral, Luciana Cabral, em entrevista para o jornal Amazonas Atual, explica que tudo relacionado à alimentação cresceu na pandemia.

Luciana exemplifica que os almoços de domingo mudaram, reunindo menos pessoas. Por outro lado, a professora e pesquisadora pontua que, no geral, as vendas caíram.

Especialistas falam sobre o disparo nas vendas de churrasqueira elétrica 

 “Haverá impacto direto nas vendas porque já estamos vendo queda na renda. A população vai estar mais empobrecida”, alertou Luciana para o jornal amazonense.

Além disso, apesar das vendas de churrasqueira elétrica terem disparado na quarentena, isto não é suficiente para o crescimento do setor de eletros em geral. É o que mostra os dados da Eletros (Associação Nacional dos Fabricantes Produtos Eletroeletrônicos).

Isso porque o crescimento foi pontual. Enquanto a churrasqueira elétrica disparou na quarentena, outros produtos tiveram queda nas vendas. Como os fabricantes não são exclusivamente dedicados à churrasqueira elétrica, no acumulado, o setor teve queda.

A melhor churrasqueira elétrica e os secadores de cabelo, por exemplo, disparam na quarentena, realmente. Mas esses índices não compensam a queda brusca na venda de geladeiras, por exemplo.

No caso dos refrigeradores, a queda foi de 60% a 70% em relação a 2019. As informações são do presidente da Eletros, José Jorge do Nascimento Júnior.

Ainda de acordo com Júnior, a linha branca mostrou a maior queda de vendas durante a pandemia. Além dos refrigeradores, a queda atingiu os freezers, ar-condicionado e fogões.

Aspirador robô surpreendeu

Mas, também como a churrasqueira elétrica, um produto surpreendeu em vendas na pandemia: o aspirador robô. De acordo com o Google Trends, o aparelho para a limpeza de ambientes teve aumento de vendas de 70,5% desde o início da pandemia. O comparativo é com a média das primeiras semanas de 2020.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments