Destaques

JB cobra e Macrofértil faz limpeza parcial da marginal na BR-277

Por Redação JB Litoral
26/06/2014 00:00 |
Atualizado em 00:00

No dia 13 de maio, o JB mostrou no seu caderno de Responsabilidade Social, o estado de abandono da marginal da BR-277, onde está instalada a empresa Macrofértil, hoje, propriedade da multinacional francesa Louis Dreyfus Commodities (LDC) em Paranaguá.

A reportagem do JB tentou percorrer a marginal diante da Macrofértil, mas o denso matagal que tomava conta de toda sua extensão não permitiu. A falta de roçada e manutenção no trecho que circunda o armazém fez o matagal avançar até a ciclovia chegando próximo da pista de rolamento na rodovia federal. Em diversos trechos, amontoados de entulhos e lixo estavam despejados e, alguns pontos, servindo de pasto para cavalo. Os moradores, refém da falta de roçada, sofriam com o mau cheiro causado pelo lixo despejado no mato. Uma placa colocada no início do matagal demonstrava toda revolta dos moradores, através do apelo desesperado “não jogue lixo aqui pelo amor de Deus”.

Duas semanas após a cobrança, a empresa investiu numa roçada em toda a extensão, liberando a marginal de todo entulho e matagal. Porém, o resíduo desta roçada ainda se encontra no local, dividida em quatro grandes amontoados de terra e mato. De acordo com a Macrofértil, os amontoados ainda serão retirados.    

A reportagem do JB observou ainda que a roçada formou uma enorme poça de água ao lado do muro da empresa. Levando em conta da necessidade das empresas investirem em responsabilidade social, o JB continuará acompanhando esta situação, uma vez que o problema não foi completamente resolvido. 

Vale destacar que, em 2010, a Macrofértil obteve um lucro de aproximadamente R$ 450 milhões.