Lançamento do CD Moda da Força Verde acontece hoje em Curitiba

FANDANGO CAIÇARA

por Redação JB Litoral
12/08/2017 19:29 (Última atualização: 12/08/2017)

Evento acontece daqui a pouco no Largo da Odem Foto/Daniel Castellano

Com a composição do Mestre de Fandango Aorélio Domingues e Ivo Costa, o show de lançamento do CD Moda da Força Verde acontece hoje  em Curitiba, no dia 12, no Largo da Ordem, às 20 horas.

O CD traz em seu contexto o retrato dos conflitos vivenciados pelas comunidades caiçaras na atualidade, das violações dos direitos humanos à implementação de parques nacionais sobrepostos à territórios de povos e comunidades tradicionais, trágico retrato do desmanche das ainda incipientes políticas públicas para as culturas populares no Brasil.

Regravado no disco Amanhece – Fandango Pancada, a faixa Moda da Força Verde se soma à Moda da Placa Solar, e a outra do Peixe Morto, produção que sublinha o trânsito e a dinâmica dos processos criativos caiçara.

O disco evidencia a parceria de Aorélio Domingues com Cleiton Prado, mesclando sonoramente influências do fandango paulista, como os ponteios de machete e os andamentos mais acelerados das marcas e o caráter de protesto intrínseco.

Por outro lado, materializando nas linhas de baixo (elétrico nas modas bailadas e acústico nas marcas batidas), inusitado instrumento que acompanha a formação entendida por “tradicional”, evidenciando outros contornos e texturas sonoras, tanto das modas tradicionais quanto nas composições inéditas que compõem o disco.

Em todos os casos reflexos do engajamento político e dos anseios de inovação e recepção de novos públicos, sobretudo das gerações mais jovens, presentes no ativismo de Aorélio Domingues.

Esta possível solução inovadora, para que a manifestação tenha maior entrada junto a jovens e adolescentes proposta por Domingues, parece dialogar com a antropologia contemporânea de Marshal Sahlins, que sugere estarmos vivendo sob o paradigma de um novo culturalismo, no qual a autoconsciência cultural dos povos, possibilita a hábil manipulação de suas identidades a ponto de que o uso auto reflexivo de suas culturas proporcione a adaptação destas populações locais ao Sistema Mundial.

Do Valadares para o mundo

Gravado na Gramofone, este projeto realizado por meio do Mecenato Subsidiado de Curitiba com incentivo de DeBernt e Pátio Batel, conta com Direção Musical de Ary Giordani e Produção de Mariana Zanette e traz os seguintes artistas:

Músicos do Fandango

Mestre Aorélio Domingues – voz, tamanqueado, rabeca e viola

Mestre Cleyton Prado – machete, viola, voz

Mestre Zeca da Rabeca – rabeca e voz

Poro de Jesus – adufo

Gilvan Santo Amaro – caixa, afoxé e colher

Hely Souza – baixo elétrico e rabecão

Ary Giordani – colher

Músicos do Divino

Mestre Aorélio Domingues – voz e rabeca

CONTINUA DEPOIS DO ANÚNCIO

Ana Claúdia Decker – voz

Jairo Souza – caixa

Isaac Dias – viola

 

Técnicos

Técnico de som: Vitor Pinheiro

Edições: Alvaro Ramos

Técnico de Mixagem: Fred Teixeira

Mixagem : Ary Giordani, Fred Teixeira e Alvaro Ramos

Maxterizado :  Fred Teixeira na Gramofone

 

 

 

 

 

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments