Destaques

Pregão prevê compra de meio milhão de sacos de lixo por mais de R$ 1,6 milhão

Por Redação JB Litoral
30/09/2014 14:45 |
Atualizado em 14:45

Na semana passada a divulgação do Pregão Presencial 053/2013 no jornal oficial da prefeitura de Paranaguá trouxe números que chamaram a atenção pela quantidade de sacos de lixo, incluída no registro de preço e, pelo fato de ser um edital assinado em outubro do ano passado.

Tendo como objeto a aquisição de material de limpeza e higiene para atendimento das diversas secretarias municipais da administração no período de um ano, seu prazo expira em 15 dias e acredita-se que o correto seria abrir novo pregão e nova tomada de preços para prosseguir o fornecimento por mais um ano.

A reportagem do JB necessitou de uma lupa para poder analisar os detalhes na publicação e constatou que somente em sacos de lixo, a prefeitura, na época, previu a compra de 506.558 sacos de lixo de diversas capacidades de acondicionamento que totalizaram R$ 1.649.042,90, segundo a publicação.

Porém, ao somar cada variedade de saco de lixo, o JBconstatou um erro no extrato de registro de preços de R$ 2 mil, reduzindo o valor total paraR$ 1.647.042,90. A diferença do preço pode ser constada na cotação de 30.601sacos de lixo de 200 litros com 25 sacos, ao preço unitário de R$ 9,87 a unidade totalizando R$ 302.031,87 e não R$ 304.005,87, conforme consta na publicação.Também foram registrados os preços de 240.328 sacos de lixo de 100 litros com 15 sacos – R$ 3,90 a unidade totalizando R$ 937.279,20; 98.003 sacos de lixo de 15 litros com 30 sacos – R$ 0,88 a unidade totalizando R$ 86.242,84; 35.117 sacos de lixo de 30 litros com 30 sacos – R$ 1,42 a unidade totalizando R$ 49.866,14; 102.509 sacos de lixo de 50 litros com 30 sacos – R$ 2,65 a unidade totalizando R$ 271.648,85.

Levando em conta a cotação de 506.558 sacos de lixo para as 28 secretarias, desconsiderando fundações e autarquias que possuem orçamento próprio, a prefeitura gasta uma média de 42.213 sacos de lixo ao mês e 1.918sacos por dia. Os números mostram que a cada hora 319 sacos de lixo são usados na administração.

O que diz a prefeitura

Em razão ao grande número de sacos lixos constantes no registro de preços, a reportagem do JB enviou a prefeitura mensagem pedindo as seguintes informações: qual a média de produção de lixo diário nas secretarias; qual foi o custo total de fornecimento de sacos de lixo antes desta compra e para qual período; qual a quantidade de lixeiras nas secretarias que receberão este material.

Sem responder a nenhum dos três questionamentos, a prefeitura, através da Secretaria Municipal de Licitação (Semlic) informou que os valores são do Pregão 53/2013 para aquisição de material de Higiene e Limpeza para todas as secretarias municipais, informação que já era do conhecimento do JB diante da publicação feita na imprensa.

Em relação aos sacos de lixo, que foram adquiridos ao longo do ano para todas as secretarias da administração municipal, a prefeitura informouque foram gastos R$ 341.473,13 até a presente data e não explicou porque no registro de preços o valor foi de R$ 1.647.042,90, incluindo o erro de R$ 2 mil.

A secretária da pasta, Luciana Santos, destacou ainda que R$ 1.307.000,00 não foram gastos para a compra de material de higiene e limpeza. A secretaria de Licitação não explicou o motivo da publicação do Pregão.