Destaques

Sindeesp conquista aos trabalhadores do Hospital Paranaguá o pagamento de hora intrajornada

Por Redação JB Litoral
29/08/2014 09:50 |
Atualizado em 09:50

Neste mês, o presidente da Regional Litoral da União Geral dos Trabalhadores do Paraná (UGT-PARANÁ), e do Sindicato dos Trabalhadores de Saúde do Litoral do Paraná (SINDEESP), Jaime Ferreira dos Santos, o Jaime da Saúde, anunciou oficialmente a obtenção de uma conquista para os trabalhadores do Hospital Paranaguá, entidade privada voltada ao atendimento de saúde no litoral. Um acordo trabalhista feito pelo intermédio do SINDEESP fez com que os trabalhadores do local recebam a partir de agora o pagamento da hora intrajornada, que é a hora de descanso necessária dentro da jornada de trabalho diária de 12 horas no local. 

Segundo Jaime da Saúde, anteriormente os trabalhadores exerciam suas funções no hospital por 12 horas, porém acabavam por receber 11 horas, pois precisavam fazer sua hora intrajornada não-remunerada dentro do Hospital, porém, quando precisavam fazer atendimentos de emergência. “Foi um grande avanço do Sindicato nós conseguirmos fazer com que essa hora intrajornada fosse paga e eles conseguissem essa liberação. Todo o período antes do acordo, eles ficavam dentro do hospital e por esse fato eles acabavam tendo que trabalhar nesse período de descanso, por surgirem emergências”, completa.

Ainda de acordo com o presidente do SINDEESP, a hora de descanso intrajornada não paga pelo hospital anteriormente, fazia com que o hospital fosse acionado judicialmente pelos trabalhadores que se desligavam do emprego no local e venciam ações judiciais posteriormente cobrando exatamente essa hora intrajornada. “Eles saiam, batiam o cartão, e tinham que ficar na empresa, surgiam emergências e eles tinham que atender, exercendo suas funções, porem não sendo pagos para isso. Tal fato fez com que eles vencessem na Justiça o direito de tal hora ser paga pelo empregador. O hospital então, para evitar o ingresso de ações trabalhistas e para respeitar o trabalhador, acabou por liberar, através de um acordo, que esses trabalhadores pudessem ter essa hora intrajornada respeitada sem prejuízo salarial”, explica.

“Nós conseguimos fazer com que o trabalhador tivesse seu direito à hora intrajornada respeitado, tudo isso sem a redução de salário, esse é um avanço obtido pelo Sindicato aos trabalhadores do Hospital Paranaguá”, diz Jaime. Com a conquista obtida, os trabalhadores do Hospital Paranaguá agora “batem cartão” ao meio-dia na hora de saída, podem então realizar afazeres necessários no dia-a-dia, como pagar contas, almoçar, descansar, visto que profissão exige várias horas de trabalho, e podem então retornar às 13 horas da tarde ao trabalho, batendo o cartão de entrada, tendo essa hora devidamente paga, explica o líder sindical. “Chegou ao meio-dia eles batem o cartão e vão fazer algo de seu interesse particular e voltam ao trabalho uma hora depois. Isso foi importante e é uma conquista trabalhista aos profissionais do Hospital Paranaguá”, finaliza Jaime da Saúde.